Diversos

A história de Ester – mais informações

A minissérie “A História de Ester” estréia na Record no dia 11 de janeiro de 2010 com objetivo de atrair o espectador com uma história bíblica de amor e ódio.

A emissora usará tecnologia de ponta para criar efeitos visuais só vistos em megaproduções hollywoodianas como os “300”, onde uma batalha épica foi traçada entre milhares de guerreiros persas e gregos. “A gente está trabalhando da mesma forma”, disse o diretor de efeitos visuais, Marcelo Brandão.

As gravações da minissérie “A História de Ester” já começaram, e estão sendo filmadas as cenas de batalhas com 20 dublês, 60 figurantes, 4 cavalos, além dos atores principais Paulo Gorgulho, Paulo Nigro, Gabriel Gracindo e Marcos Pitombo, que viverá o rei persa Assoeiro. Com direção de João Camargo, a equipe levou, em média, seis horas por dia para registrar as sequências. Depois de tratadas as imagens digitalmente, este número de pessoas será multiplicado dando a impressão de ter 200 mil guerreiros em ação, em seguida será acrescentado no fundo, o deserto persa.

Além de planos gerais, foram feitos vários closes de figurantes e personagens. Tudo em chroma key – técnica de efeito visual que consiste em usar um fundo colorido onde depois será aplicada a imagem do cenário. Para captação das imagens em alta definição, a equipe usou a câmera Viper, a mesma que fora empregada no seriado A lei e o crime. Há dois anos, quando foi comprado pela emissora, o equipamento – usado em algumas produções de Hollywood como Colateral (2004) e Miami Vice (2006) – custou cerca de R$ 500 mil.

Na Bíblia, Ester foi uma judia escrava que conseguiu se casar com o rei persa Assuero [ou Xerxes ]. Com a ajuda de seu tio Mordecai e da fé em Deus, ela salvou o povo judeu do extermínio planejado pelo malvado primeiro-ministro Hamã.

Com informações dos sites Poppop, Clube Sessão da Tarde, R7 e Antena Online

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário