Destaque Mensagem

Tornaram a fazer o que era mau

Becky - Sin City
André
Escrito por André

“Tendo os filhos de Israel tornado a fazer o que era mau perante o SENHOR, este os entregou nas mãos dos filisteus por quarenta anos.” (Juízes 13:1)

O coração fica acelerado e o reflexo disso é uma agitação geral, que tenta ser controlada para evitar qualquer suspeita. O cérebro começa a trabalhar liberando adrenalina enquanto, ao mesmo tempo, a dopamina faz um trabalho cuidadoso, tudo visando aquele momento tão aguardado.

A consciência começa a questionar algumas atitudes baseada em tudo aquilo que aprendeu e tudo aquilo que sabe o que é errado. O Espírito se agita tentando controlar o impulso da carne e lutando para levar à memória coisas importantes.

Ao mesmo tempo a mente começa a se armar com as mais diversas desculpas, com respostas ridículas, só para tornar aceitável aquela vontade da carne, virando de costas para o Espírito e tapando a boca da consciência, para que ela pare de gritar.

O plano começa a ser traçado, o horário, a posição do monitor, a aba de navegação privada, a lista de sites, e a adrenalina quase não é mais controlada. Tudo o que é necessário é estar sozinho.

Mas e se isso não for possível? Sem problemas, a mente já tem a resposta, dá-se um jeito para isso também, basta que os ouvidos fiquem atentos e o mouse bem posicionado para fechar a janela rapidamente.

Mas existe ainda outra estratégia… Como a mente não pensou nisso?? Basta colocar os vídeos no celular, utilizar o aplicativo que esconde aquilo que ninguém pode ver. Fica tudo mais fácil. O plano está traçado, está tudo pronto.

O Espírito e a consciência já estão enjaulados, numa sala escura, onde seus gritos de dor são inaudíveis.

Tudo pronto, tudo por mais um pouco daquele vício, daquelas imagens, daquelas mulheres… Tudo por alguns minutos dessa adrenalina, desse prazer.

Após pouco tempo a jaula é aberta, o Espírito e a consciência saem de lá, cansados, entristecidos por mais uma batalha perdida. O espírito pega toda a bagagem que trouxe, tudo o que arrumou na casa e vai embora, ele já não tem mais lugar ali. Ele abraça a consciência por alguns segundos, num misto de tristeza da partida e a esperança de voltar para um lugar que deveria ser só dEle.

Ao sair encontra-se com o antigo inquilino trazendo consigo alguns colegas, tudo para aproveitar a festa que eles vão fazer agora que está de volta à sua antiga casa. Como é bom encontrá-la assim tão arrumada.

E o ciclo se repete, e se repete, e mais uma vez os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau perante o Senhor.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário