Versículo

Mais amor, menos religiosidade por favor

Bíblia aberta e caneta - Homens de pequena fé
André
Escrito por André

“e oferecei sacrifício de louvores do que é levedado, e apregoai ofertas voluntárias, e publicai-as, porque disso gostais, ó filhos de Israel, disse o SENHOR Deus.” (Amós 4:5)

Israel viveu um período muito triste de separação de Deus nos tempos em que Amós profetizou. Por mais que sofressem as consequências de seu afastamento, não conseguiam entender a urgente necessidade de voltarem para O criador.

Porém aquela nação manteve algumas características de um povo temente a Deus: não deixaram de oferecer sacrifício de louvores, dar o dízimo e fazer ofertas voluntárias.

Essas três coisas tem uma característica em comum: podem ser vistas pelos homens, são tangíveis.

Diferentemente de um coração contrito, arrependido e quebrantado que ninguém pode ver. Ou de uma oração secreta, do choro do arrependimento e do entendimento de nossa posição em relação ao Rei.

Veja só que coisa interessante, Israel manteve algumas características de povo de Deus, mas por dentro estavam inteiramente fora do desejo dEle.

Povinho estranho esse de Israel, que fazia o que podia ser visto e louvado pelos homens, mas que não fazia o que era realmente necessário.

Glória a Deus que eu e você não somos religiosos assim, não é mesmo?

Já imaginou se nós estivéssemos em nossas igrejas cantando belos louvores, mas fizéssemos fofoca do outro irmão? Ou se gostássemos de orar pelas outras pessoas, mas não estudássemos a Bíblia diariamente?

E se nós fôssemos como Israel, talvez não nos importássemos realmente com o que o pastor está falando e ficássemos conversando durante o culto, levantando para beber água ou ir ao banheiro. Quem sabe nós até mesmo gostássemos de fazer aquele trabalho bonito que todos veem, mas não nos dispuséssemos a lavar uma louça ou limpar um banheiro.

Ainda bem que não somos assim.

Paz?

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário