Versículo

Luz do mundo e sal da terra

Bíblia virando página
André
Escrito por André

“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.” (Mateus 5:13)

Ontem reunímos uma galera da igreja para fazer um evangelismo. Nesse evangelismo, fomos para uma passarela bem movimentada da cidade e ficamos com cartazes dizendo que poderíamos orar pelas pessoas, oferecendo um de nossos projetos para elas e distribuindo panfletos. Foi uma ação muito legal.

Nestas ações que fazemos sempre encontramos alguns tipos de pessoas:

As simpáticas: são pessoas que param e nos ouvem, dão atenção e agradecem ao final. Não temos como saber se essas pessoas vão atender ao chamado ou não, porém sabemos que foram simpáticas conosco.

As indiferentes: são as pessoas que nos ouvem, mas demonstram claramente que querem que aquele momento acabe o mais rápido possível. Não são desrespeitosas, apenas não querem saber daquele papo.

As grosseiras: também acontece, sempre, de encontrarmos pessoas que nos tratam com grosseria, recusam qualquer abordagem e nos evitam. Felizmente não são a maioria, mas sempre encontramos com estas pessoas.

Destes três tipos de pessoas, fico refletindo sobre os dois últimos: por qual motivo estas pessoas não querem saber do que vamos falar ou até mesmo nos tratam com grosseria?

Fiquei refletindo sobre qual é o exemplo que temos dado como igreja para que estas pessoas agissem dessa maneira. Será que, como corpo de Cristo, não estamos fazendo algo de errado?

Sei que sempre existirão os opositores, Cristo, os apóstolos e os primeiros cristãos os conheceram muito de perto. Porém, ao mesmo tempo, existia uma multidão buscando conhecer estas pessoas. Questiono-me onde está essa multidão que via na igreja, nos cristãos, uma saída, um caminho para suas vidas.

Parece-me que hoje, como igreja, temos dado um mau exemplo do que é ser cristão e pertencer ao corpo de Cristo.

Fiquei me lembrando o texto de Mateus 5:13: se nos tornarmos insípidos, para o que serviremos?

O que você pensa sobre esse assunto?

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário