Bíblia aberta em Lucas

Já não vivo mais eu

Como eu lutei para entender as passagens que falavam que nós morremos com Cristo e agora ele vive em nós. Um exemplo de passagem é a famosa frase de Paulo:

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim.” (Gálatas 2:20)

Obviamente essa não é a única, vemos isso em Romanos e em outros livros:

“Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos;” (Romanos 6:8)

A minha dúvida era: o que significa dizer que Cristo vive em nós? Uma versão similar da mesma pergunta seria: o que significa dizer que vivo com Cristo?

A resposta para isso veio apenas após entender o que significa morrer com Cristo. Afinal para que Cristo viva em nós, é necessário que antes morramos com Ele.

Morrer com Cristo significa aceitar o sacrifício que Ele fez por nós na Cruz e viver a Sua morte.

Traduzindo para uma linguagem mais clara, isso significa que o pecado não tem mais poder sobre nós, que a nossa velha natureza morreu com Cristo. Nossos desejos, angústias, concupiscências, todas morreram na Cruz quando o SENHOR as tomou sobre si.

Essa verdade precisa ser entendida para, só então, ser vivida. Precisamos gravar em nossas mentes e corações a verdade de que a nossa velha natureza está morta e não podemos aceitar que ela ressuscite.

Na minha vida isso se traduz em realidade todas as vezes que o pecado tenta me lembrar de seus prazeres e eu respondo que estou morto em Cristo, que isso não me interessa mais. Talvez não seja a melhor maneira de viver essa realidade, mas é o ponto em que estou.

Só então consigo entender o que significa dizer que Cristo vive em mim. Se já fui morto com Ele, estou pronto para renascer nEle.

Quando renasço em Cristo, minhas intenções, desejos, planos e objetivos são para a glória de Deus, são o que Ele quer, quando Ele quer. Eu, morto, já não desejo. Cristo, vivo em mim, deseja aquilo que o Pai deseja. Logo, o que se expressa na minha vida é o desejo do Pai, não o meu.

Passo então a viver para que Ele seja glorificado sempre. Essa é a realidade da vida de Cristo em nós, de vivermos em Cristo. Essa verdade se manifestou na vida de Paulo até que ele pôde dizer: “já não vivo mais eu, Cristo vive em mim.”.

E aí? O que você pensa sobre isso?

Paz.

Deixe um comentário