Ministração

Uma nova vida em Cristo

André
Escrito por André

Texto base: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (2 Coríntios 5:17)

Mensagem principal: Somos uma nova criatura. Será que isso significa que tudo mudou?

Para você refletir

A palavra nos diz que, se estamos em Cristo, somos uma nova criatura. Desta simples passagem já temos alguns aprendizados e reflexões importantes.

A primeira delas é: o que mudou na sua vida após a sua conversão?

Ao responder essa pergunta o que veio à sua mente?

Creio que seja comum, para muitas pessoas, lembrarem de coisas externas, como casamento, filhos, emprego, cura, etc. Poucas pessoas responderiam algo como: “hoje sou uma pessoa mais paciente”, “perdoei meu pai”, “hoje sou livre da mentira”, etc.

Paulo não deixa claro quais são as “coisas velhas”. Ele pode estar falando tanto das internas, quanto das externas, por isso não cabe julgamento na resposta, mas a reflexão sobre o que mudou e qual a nossa resposta, é válida.

Será que realmente nos importamos em mudar aquilo que as pessoas não veem, aquilo não nos trará um benefício direto? Ou nos preocupamos apenas em olhar para os benefícios que uma “nova vida em Cristo” nos traria?

Quais são os aspectos internos da sua vida que ainda precisam ser mudados? Vamos analisar alguns textos bíblicos, o primeiro deles fala sobre ansiedade:

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.” (Filipenses 4:6)

Quantos de nós continuamos andando ansiosos na mesma intensidade que antes de conhecermos a Cristo? Será que a nossa vida se tornou nova nessa área?

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Filipenses 4:8)

O texto de Filipenses continua falando sobre aquilo que pensamos. Se você sondar os seus pensamentos o que tem passado pela sua cabeça nesses dias? São pensamentos honestos, justos, puros e amáveis?

Por fim, para não nos alongarmos em diversos textos bíblicos, podemos parar com esse último:

“E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens” (Colossenses 3:23)

Após a transformação que a nova vida em Cristo causou em nós, será que nós estamos fazendo tudo em nossas vidas como se fizéssemos para o Senhor? Ou essa parte ainda não se fez nova em nós?

O que quero dizer, com tudo isso, não é que somos pecadores, ou que estamos completamente errados se a transformação dos nossos pensamentos e sentimentos não tiver acontecido. Essa mensagem é apenas para que nós possamos refletir sobre esse assunto.

Tópicos para abordar

  • Texto base
  • Pergunta 1
  • Qual transformação fizemos
  • Qual transformação precisamos fazer
  • Textos de apoio
  • Reflexão final

Perguntas para fazer

  1. O que mudou na sua vida após a sua conversão?
  2. O que ainda precisa mudar?

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

2 Comentários

  • Irmao Andre , tomo a liberdade com muito respeito e consideração de elaborar uma pergunta muito dificel, cujo intuito é para tirar minha duvida do que fazer alguma critica:

    Sou Obreiro Evangelico tenho 65 anos nascido num lar cristão, casado, tenho uma filha com 24 anos. Tenho uma dificuldade de aceitar o termo : intimidade com Deus, termo muito usado nos últimos tempos pelos jovens e no meio gospel. Acho muito forte e me faz lembrar da intimidade entre casais e também comparo com a história de Noé e seu filho Can que por ver a nudez de seu pai foi amaldiçoado. Entendo que nesse caso a intimidade foi limitada. Eu então sempre substituo ou uso tão somente a palavra comunhao , a qual se encontra na biblia. Um abraço com a benção de Deus.

    • Olá Jandir, obrigado pelo comentário.

      Na tradução ACF, temos a seguinte passagem: “Porque o perverso é abominável ao Senhor, mas com os sinceros ele tem intimidade.” (Provérbios 3:32)

      Nesse caso a palavra utilizada é “סוֹד” (cowd), que pode ser traduzida como “conversa familiar” ou intimidade (com Deus).

      O que você pensa sobre esse texto?

      Deus abençoe sua vida!

Deixe um comentário