Ministração

Crendo contra a esperança

Bíblia aberta
André
Escrito por André

Texto base: “O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência. E não enfraquecendo na fé, não atentou para o seu próprio corpo já amortecido, pois era já de quase cem anos, nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara. E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus, E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.” (Romanos 4:18-21)

Mensagem principal: Precisamos fortalecer nossa fé

Para você refletir

Abraão é citado ao longo da Palavra como um exemplo de fé para nós. Antes de existir a lei, Paulo relata que o pai da fé judaica foi justificado pela fé. Uma das passagens onde aprendemos sobre isso é em Romanos 4, onde podemos destacar alguns pontos da sua fé:

1 – “Em esperança”: Abraão tinha uma esperança dada por Deus para ele. Ele via, almejava aquilo que Deus lhe disse que aconteceria. Nessa esperança ele permaneceu até que a promessa se cumprisse. A primeira coisa que eu aprendo então é que precisamos perseverar em Deus, aguardando aquilo que Ele já nos disse que vai fazer.

2 – “Creu contra a esperança”: Não basta que tenhamos esperança de que as coisas vão acontecer, de que a vontade de Deus vai se cumprir. Muitas vezes teremos que superar as barreiras que aparecerão e continuar crendo, mesmo quando tudo for contra. Abraão fez isso, devemos fazer o mesmo.

3 – “Não enfraquecendo na fé”: Se não tomarmos cuidado, nossa fé pode fraquejar. Isso pode acontecer por uma série de motivos sobre os quais não temos controle, por isso é importante termos em mente de que não podemos deixar de crer. O tempo para o cumprimento da vontade de Deus, as adversidades, nosso momento de vida, nada pode ser obstáculo para mantermos uma fé ativa e constante.

4 – “Não atentou para seu corpo já amortecido”: Abraão esperou em Deus sem se atentar, sem se preocupar com as adversidades e com as circunstâncias que fariam outras pessoas desistirem. A própria mulher de Abraão não teve a mesma certeza, olhando para a situação e crendo mais no que ela estava vendo do que no Deus que prometeu.

5 – “Não duvidou da promessa”: A certeza dele era tão grande que não existia espaço em sua mente e em seu coração para deixar que a dúvida entrasse. O que eu aprendo aqui é que quando conhecemos o Deus que prometeu, não nos preocupamos com as dúvidas.

6 – “Dando glória a Deus”: Uma pessoa que tem fé, que tem a certeza do cumprimento da promessa, que supera as dificuldades, que não olha para as circunstâncias, aprende que precisa dar glória a Deus. Essa pessoa passa pela batalha e glorifica, passa pela prova e glorifica, está no momento de paz e tranquilidade e glorifica. A glória não é nossa, dar a glória a Deus significa reconhecer que é Ele quem nos sustenta para passarmos pelas dificuldades e é Ele que nos dá a promessa. Reconhecer a mão de Deus em nossas vidas é algo fundamental para mantermos a fé.

7 – “Ter a certeza que Deus é poderoso”: Abraão conhecia a Deus, isso o ajudou a manter a certeza do cumprimento da promessa. Quando não conhecemos a Deus, corremos o risco de duvidar, de dar espaço em nosso coração para a incerteza. Quanto mais conhecemos ao SENHOR, mais temos a certeza, menos as dúvidas nos abalam e mais mantemos o nosso foco.

Abraão é para nós um modelo de fé, precisamos seguir os seus passos e aprender com ele.

Tópicos para abordar

  1. Texto base
  2. Esperança
  3. Crer contra a esperança
  4. Não enfraquecer
  5. Não atentar para o corpo
  6. Não duvidar
  7. Dar glória a Deus

Perguntas para compartilhar

  • O que abala sua fé?
  • O que você está esperando em Deus? Há quanto tempo?
  • Você já duvidou da promessa de Deus?
  • Qual testemunho você tem para compartilhar sobre esse assunto?

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário