Mensagem

Ser um padrão dentro da igreja

Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.
Até que eu vá, aplica-te à leitura, à exortação, e ao ensino.
Não negligencies o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbítero.
Ocupa-te destas coisas, dedica-te inteiramente a elas, para que o teu progresso seja manifesto a todos.
Tem cuidado de ti mesmo e do teu ensino; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.
” (1 Timóteo 4:12-16)

O apóstolo Paulo orienta o jovem Timóteo a respeito de uma responsabilidade básica no ministério: Ser um exemplo.

Muitos jovens podem pensar que não são importantes para a estrutura da igreja, mas são. O fato é que na juventude, além de definirmos a maior parte dos caminhos que seguiremos por nossa vida, é um período de sermos observado por todos.

Nesse ponto é importante mostrar crescimento e responsabilidades, por isso Timóteo foi orientado para ser um exemplo (um padrão em outras versões), na palavra, nas atitudes, no amor, na fé e na pureza.

Falando de cada ponto vemos que o primeiro citado é a palavra. Isso mostra que o jovem deve buscar conhecimento da palavra. Vivemos na geração da informação, os jovens vivem “antenados” com tudo o que acontece, favorecidos por todo tipo de mídia que tem surgido nesse tempo.

Porém, dentre todos os aprendizados que podemos adquirir, o conhecimento da palavra deve ser priorizado. É triste ver que muitos jovens sabem de todas as funções dos mais diversos aparelhos eletrônicos, são capazes de fazer pesquisas profundas na Internet, mas não conhecem a bíblia. Lembro-me de um dia em que pedi para os jovens abrirem suas bíblias em Hebreus capítulo 26, por descontração, a maioria foi procurar e somente poucas pessoas estranharam o fato… Hebreus só vai até o capítulo 13.

Nossa geração precisa conhecer a palavra, manejá-la bem e expressá-la através de seus procedimentos.
O segundo ponto é justamente o procedimento. Normalmente se espera do jovem irresponsabilidade, inconseqüência, falta de seriedade, etc. Porém, quando seu procedimento é diferente desses, a mensagem é muito mais poderosa.

Jovens que entendem seu lugar em Deus, não são improdutivos, são frutíferos e esses frutos chamam a atenção. É uma luz em meio a um mundo de trevas. O procedimento trará testemunho da obra de Deus e muitos serão alcançados por essa mensagem.

O terceiro ponto é o amor. De fato quem conhece a Deus, ama. Esse amor, é o amor de Deus, não o amor que o mundo vende nos filmes e novelas.

É um amor que busca o bem das pessoas, onde ao invés de curtir a vida, um jovem estará disposto a alcançar e discipular outras pessoas, anunciando o amor de Deus, amando como Deus o amou.
Penso que nesse tempo, acima de tudo, é tempo de se amar a Deus com toda a intensidade. Por isso, os jovens não devem buscar, desesperadamente, relacionamentos como namoros, mas viver a intensidade de uma paixão com o Senhor. Acredito que a loucura do jovem crente, é ser louco por Deus!

Evidentemente, tudo isso deve ser acompanhado de fé, pois se amamos a Deus, vamos querer agradá-lo, e sem fé é impossível agradar a Deus.

A fé deve ser mostrada e demonstrada. Isso vai ser um motivador para todas as pessoas que observarem um jovem agindo em fé.

E por fim, pureza. Vivemos em meio a uma cultura corrompida, onde as intenções das pessoas são cada vez mais obscuras. A pureza, traz outro padrão. Na igreja isso deve ser ainda mais forte, pois é aqui que deve surgir esse exemplo. Lembre-se, a pureza vai produzir coisas puras (Tito 1:15), isso significa que muitos jovens vivem cercados e perseguidos pelo pecado, não porque o pecado seja poderoso, ou algo assim, mas, provavelmente pela ausência de pureza em sua vida.

Se alguém quer experimentar vitórias em sua vida, deve se apartar do mal e buscar pureza.

Veja como até aqui, falamos apenas do verso 12, mas o restante do texto citado, aconselha ao jovem Timóteo a se comprometer com a obra de Deus, se esforçando para conhecer ainda mais e transmitindo essas revelações a outros.

Certamente, se um jovem busca esse padrão, todos irão notar a maturidade que estará sendo desenvolvida (v.15).

É algo tão sério que envolve salvação, não apenas a nossa, mas também de todas as pessoas que forem influenciadas por nossa vida.

Que nesse ano de 2009, você possa viver essas verdades.

Deus abençoe!

Pr. Daniel Romano
Líder da Rede J.C. na Veia

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário