Mensagem

Nas mãos do oleiro, ainda que seja doloroso

Há muitas pessoas que não têm nenhum problema em aceitar a Cristo como Salvador, mas experimentam sérios problemas em aceitar a esse Salvador como o Senhor e Dono absoluto de suas vidas.

“Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” (Romanos 6.16).

O verdadeiro amigo de Deus é aquele que se submete ao Senhor. Cristo mesmo confirma isto com suas palavras: “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando” (João 15.14). É maravilhoso contemplar a formosura da Palavra de Deus. Somos servos do Senhor porque Ele é soberano, mas Ele não nos trata como escravos, pelo contrário, tem preferido nos chamar de amigos.

Estar nas mãos de Deus é algo maravilhoso. Quando estamos em suas mãos, podemos nos regozijar em suas promessas: “que os justos… estão nas mãos de Deus” (Eclesiastes 9.1). Cristo proferiu esta poderosa afirmação: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão”. Se temos tantas belas promessas de segurança, por que então, duvidamos em muitas circunstâncias? Por que não podemos resistir as tentações e os desânimos? Cristo está conosco – não há nada o que temer.

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” (Romanos 8.28). Se você continuar lendo os versos restantes no capítulo 8 de Romanos, poderá ver que na vida teremos lutas, provas e grandes dificuldades .

Se, na verdade amamos ao Senhor, guardamos a sua Palavra e permaneceremos em Sua mão poderosa. Podemos confiar em sua bela promessa: “…que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo” (Filipenses 1.6)

Ainda que seja doloroso, devemos estar dispostos a permanecer nas mãos do oleiro. E ainda que hoje não podemos compreender o “por quê” de tantas coisas, devemos permanecer firmes a essa promessa de amor e de lealdade que fizemos ao Senhor. Ainda que não saibamos o que o futuro nos trará, devemos estar seguros em relação a Quem dirige nossas vidas, o qual é Aquele que se chama Caminho, a Verdade e a Vida (João 14.6)

“Se na verdade me amas, segue-me”.

Autor: José M Viera, traduzido para o Português por Michael Cyrus.

Paz

Escrito ao som de: Xote Santo

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

2 Comentários

  • Deus os abençoe. Eu só queria fazer um esclarecimento. O artigo “Nas mãos do oleiro, ainda que seja doloroso” foi originalmente escrito em espanhol por este servidor, José M Viera, e foi traduzido para o Português por Michael Cyrus. Obrigado e que Deus continue a abençoá-lo.

Deixe um comentário