Mensagem

Jesus não é quebra-galho

Há pouco tempo durante um culto para celebração da Santa Ceia, fui convidado pelo pastor presidente da igreja local – perdoem-me os leitores, mas por motivos óbvios omito a denominação – a trazer uma mensagem rápida sobre a seriedade da participação na Santa Ceia. O presente culto estava sendo dirigido por um pastor auxiliar.

A mensagem era baseada em 1oCo.28 a 30: Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice.Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação, se não discernir o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos que dormem.

Explanamos pois, sobre a seriedade com que deve ser cumprida esta ordenança de Jesus Cristo, da maneira mais clara e objetiva. Eu dei ênfase (aqui eu grifei) no versículo 29 para ressaltar o perigo que corre quem participa, desta cerimônia, sem estar devidamente em dia com seus deveres para com Deus e com o próximo.

Não vou me alongar na explanação da mensagem, pois o fato que me deixou perplexo, aconteceu após eu ter terminado, agradecido a oportunidade e devolvido a palavra ao pastor auxiliar. Mui tranqüilamente, como se estivesse completando a mensagem que eu tinha trazido à congregação, este pastor (?) simplesmente disse:
– Se algum irmão estiver com algum problema, converse aí com Jesus, que Ele dá um jeito e o irmão pode participar da Santa Ceia. (sic).

Neste instante me lembrei de 2o Pe.2:1: ”…como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras,” .

Após o culto, o pastor presidente me levou para casa e após um pedido de desculpas, o qual achei desnecessário, o seu comentário, sobre o ocorrido, foi simples e claro: – Meu irmão, o pastor fulano simplesmente chutou toda a pregação do irmão e a palavra de Deus pro alto.

Como pode, após uma mensagem tão séria e maravilhosa, alguém, que ocupa o cargo de pastor auxiliar, vir dizer que Jesus Cristo é um simples quebra-galho.

O pior que isto está acontecendo, não só nesta igreja, e não só por pastores mas por muitos sacerdotes e líderes de outras religiões. É lamentável!

Mas há um meio seguro de estarmos certos sobre os ensinamentos que nos são transmitidos, é só seguir o exemplo do povo de Beréia:Ora, estes eram mais nobres do que os de Tessalônica, porque receberam a palavra com toda avidez, examinando diariamente as Escrituras para ver se estas coisas eram assim.” (At.17:11) (grifo meu). O que nos leva de encontro com as palavras ditas por Jesus: “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (Jo.8:32)

Não sei se esse pastor (?) foi admoestado ou não, mas fiquei feliz pelo pastor presidente ter notado o fato. Espero que a congregação também, e que ela lembre-se de que Jesus disse: Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, há de saber se a doutrina é dele, ou se eu falo por mim mesmo.“ ( Jo.7:17)

Concluo com o seguinte pensamento: Só é enganado quem é preguiçoso no estudo das Escrituras Sagradas ou, então quem quer ser enganado pensando estar tirando proveito do nome de Jesus Cristo.

Que Deus tenha piedade destas pessoas.
Texto extraído do blog de um grande amigo.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário