Diversos

Eleições 2010 – Minha posição

Abaixo transcrevo uma carta que recebi de pessoas cristãs que admiro e considero como grandes abençoadores de minha vida. Não coloco seus nomes apenas para não polemizar ainda mais a questão, quero deixar bem claro que analisei os fatos e compartilho, antes mesmo de receber esta carta, com as opiniões.

Ainda antes da carta recebida, quero deixar muito claro que antes de lê-la, semanas antes, já tinha 90% de minha lista de candidatos preenchida e a cabeça feita para esta próxima votação. Não, não vou votar na legenda simplesmente por “ir com a cara do partido”, estou votando em partidos diferentes, mas em representantes que tem, além de boas propostas, um passado, no mínimo, de trabalho pelo Brasil.

Quero que você analise bem o que está escrito abaixo e veja se concorda ou não. Obrigado.

Caros irmãos,

Diz a palavra de Deus, nossa regra de fé e prática, o seguinte: “Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas, quando o ímpio domina, o povo geme.” Pv. 29.2.

Como cristãos, temos intercedido por nossa nação e por aqueles que exercem autoridade, para que a justiça prevaleça e os valores do reino de Deus permeiem as relações entre os homens. Assim o Senhor nos encoraja em sua palavra: “Exorto, pois, antes de tudo, que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens, pelos reis o por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranqüila e sossegada, em toda a piedade e honestidade. Pois isto é bom e agradável diante de Deus nosso salvador.” I Tim. 2.1-3.

No entanto, existem momentos em que a igreja é conclamada a exercer seu papel profético, denunciando tudo o que afronta a Deus. Somos chamados a agir como atalaias alertando os homens contra a iniqüidade e suas conseqüências.
Estamos nos aproximando das eleições e sentimos que este é um momento de nos posicionarmos contra os que pretendem governar esta nação e que, explicitamente, atentam contra a vida, a família e contra a moral, tentando ratificar a iniqüidade através das leis. Muitos servos de Deus tem se posicionado neste momento crítico denunciando estas ações, vejam algumas:

1. Erotização de nossas crianças

O Governo Federal, através dos Ministérios da Saúde e da Educação, tem produzido material com imoralidade para ser distribuído aos nossos filhos sob o pretexto de educação sexual. Veja por si mesmo nos links abaixo:

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/cartilha-governo-lula-estimula-alunos-13-19-anos-narrar-suas-transas/

http://www.diversidade.papocabeca.me.ufrj.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3&Itemid=3&lang=pt

http://www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade/DiversidadeWeb.pdf

http://noticias.r7.com/vestibular-e-concursos/noticias/recife-recolhe-livro-de-educacao-sexual-para-criancas-20100428.html

O Governo Federal, que deveria ser o guardião da educação de nossos filhos é hoje quem mais os encaminha para a imoralidade sexual. A Bíblia diz: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele”. (Provérbios 22.6). Deus vai cobrar do atual governo o que ele tem feito na educação de nossas crianças.

2. Incentivo ao homossexualismo No dia 14/05/2009 o Governo Federal lançou o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). O plano é formado por 51 diretrizes que têm o objetivo de influenciar todos os segmentos da sociedade com a filosofia homossexual. O Governo Federal é o maior patrocinador do movimento homossexual no Brasil. Veja os links abaixo:

http://www.presidencia.gov.br/estrutura_presidencia/sedh/brasilsem/plano_lgbt/

http://www.abril.com.br/noticias/brasil/governo-lanca-plano-defender-direitos-civis-populacao-lgbt-470514.shtml

http://portal.mj.gov.br/sedh/homofobia/planolgbt.pdf

Em paralelo a estas ações de expansão de incentivo ao homossexualismo, o Governo também trabalha na aprovação do Projeto de Lei 122/2006, apelidado de “lei da mordaça”, que pretende criminalizar a discordância ao Homossexualismo. Se aprovado, o projeto atentará contra a liberdade de expressão prevista em nossa constituição e permitirá ao Estado punir qualquer indivíduo que demonstrar discordância quanto à prática homossexual. A Bíblia diz: “Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abomi nável” (Levítico 20.13).

“Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si; pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém! Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.” (Romanos 1.24-27)

3. Defesa do aborto Em Setembro de 2007 o PT aprovou seu apoio à legalização do aborto:

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI1874487-EI7896,00.html

Em 2008 a Fiocruz, instituição vinculada ao Ministério da Saúde, liberou R$80 mil para a filmagem do vídeo “O fim do silêncio”, que mostra depoimentos de mulheres que abortaram seus filhos e defendem a descriminalização da prática. A diretora Thereza Jessouroun diz, na reportagem, ter idealizado o roteiro ao ouvir declarações do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, a favor da descriminalização do aborto. De acordo com ela, o projeto se materializou após a abertura do edital da Fiocruz, cuja direção é nomeada pelo ministro. Veja notícia do Jornal O Globo abaixo:

http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/01/04/filme-reacende-polemica-em-torno-do-aborto-587883773.asp

Por ser o PT oficialmente favorável ao aborto, em Setembro de 2009 ele puniu dois deputados federais por serem contrários à posição abortista: Veja a matéria abaixo:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u625663.shtml

Além disso, o novo Programa Nacional de Direitos Humanos, assinado pelo presidente em Dezembro/2009, defende a legalização do aborto, o que gerou manifestações de grupos contrários ao aborto em todo o país:


http://www.midiasemmascara.org/artigos/aborto/10913-declaracao-pro-vida-contra-o-pndh-3.html

Quando a iniqüidade toma conta de um povo e ele torna-se rebelde e contumaz contra os preceitos de Deus, segue-se o juízo. Todos sofrem. Portanto, como cristãos, não podemos nos calar diante deste quadro, pois desejamos a redenção de nossa nação e que o reino de Deus venha à terra conforme nosso Senhor nos ensinou a orar.

Sendo assim, manifestamos nosso repúdio às iniqüidades praticadas pelo governo atual e nos posicionamos contra a continuidade do mesmo, através do nosso voto.

Por muito tempo têm acontecido discussões dentro dos partidos políticos sobre estes temas, alguns são favoráveis e outros são contra. Porém, o partido do nosso atual presidente, desavergonhadamente, impõe sua ideologia aos seus parlamentares, não permitindo que atuem de acordo com suas consciências e punindo os que são contrários. Demonstram, dessa forma, suas claras intenções de contrariar os princípios bíblicos, através de seu programa de governo, dissolvendo valores tão fundamentais para a sociedade. Por isso, conclamamos a todos os irmãos a votarem de forma consciente, não escolhendo os que praticam e desejam instituir a iniqüidade. É um momento de oração, atenção e sobretudo posicionamento!

“Ai daqueles que na sua cama maquinam a iniqüidade e planejam o mal! Quando raia o dia, põem no por obra, porque o poder está em suas mãos.” Miquéias 2.1

“Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu e também do grego” Romanos 1.16

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário