Dar o dízimo ou não?

Alguém andou dizendo, por esses dias, que não é necessário darmos o dízimo à igreja, pois o mesmo era uma ordenança apenas ao povo de Israel, sob a lei. Ué, e Abrão, que ofereceu o dízimo antes da lei ser dada por Deus a Moisés (Gn 14:18-20)? Será que ele errou em dar o dízimo dos despojos da guerra?

E que dizer então do próprio Senhor Jesus, que, mostrando aos fariseus sua hipocrisia, lhes mostra que é importante dizimar sem se esquecer da justiça, da misericórdia e da fé (Mt 23:23). E isso acontece muito na igreja…

Se o dízimo tem sido usado por falsos pastores para enriquecimento material, se tem sido usado de forma ilícita, para financiar programações televisivas de péssima qualidade, entre outros, pode ficar tranquilo. Esses terão que prestar contas a Deus pela má administração dos recursos voltados à obra do Senhor (2Pe 2:3).

Dizimar é devolver ao Senhor parte daquilo que Ele nos proporciona através do trabalho, da força e saúde que nos dá para ganharmos o nosso pão. Devemos dizimar sim, contribuir com alegria, e ficarmos atentos ao emprego dos recursos em nossas igrejas.

Se não houver o dízimo, ou as ofertas, como poderão ser mantidos os projetos sociais, de evangelismo, pastores integrais que cuidam da obra do Senhor, pessoas que são mantidas com a ajuda da igreja, muitas vezes. Os primeiros cristãos não só dizimavam, como iam além, muitas vezes compartilhando tudo o que tinham com a comunidade cristã.

O dízimo não é obrigatório, mas é sim uma demonstração de submissão, fé e gratidão a Deus.
Só devemos ter sabedoria, tanto ao dar como ao administrar o dinheiro, pois o fazemos diante de Deus.

Este texto apareceu primeiro lá no LHDBlog

73 thoughts on “Dar o dízimo ou não?

  1. Eu sou dizimista,mas a resposta não e tao simples.
    Abraão e de uma dispensacao antes da lei: mas não e da graca. Nao e nt. Quando jesus conversa com os fariseus.. .. falando que eles deveriam dar o dizoimo ,veja que ele nao se esqueca do principal da lei(veeja que ele fala de seguidores da lei) E jesus não tinha morrido na cruz ainda, portanto nao tinha inaugurado a era da igreja. Repito sou dizimista mas não posso atropelar as escrituras.
    Se dizimo fosse uma doutrina relevante para a igreja , paulo teria citado pelo menos uma vez., depois da ressurreicao de jeus ou na era da igreja, qual versiculo que indica a pratica do dizimo claramente?
    Contudo não e uma opiniao final, pois como ja disse sou um dizimista.

  2. sou dizimista fiel, isto é se posso chamar de dízimo, porque sempre dei acima do meu bruto. mas enfim, penso que os líderes tem medo de ensinar a verdade sobre o dízimo com medo dos membros não darem mais o dízimo. porque se der alguma coisa seja ela oferta ou dízimo, deve ser feito com amor. e o que tenho visto é líderes dizendo que se não der dízimo esta em pecado. como sou um aprendiz , gostaria que alguém me mostrasse na bíblia no Novo testamento, que se não dermos dízimo somos pecadores. porque entendo que estamos na graça. não quero justificar, que era assim no A.T, porque Abrão deu dízimo de tudo para o sumo sacerdote melquizedeque, deixando claro que não é lei e sim amor e gratidão. portanto continuo acreditando que oferta e dízimo se dar ,porque se ama, não porque é lei . a verdade é que precisamos ensinar as escrituras como se deve, não podendo desprezar as dispensações da bílbia, sendo que a dispensação que estamos é a da graça. sou responsavel pela escola de líder na minha igreja e tenho ensinado que o não dar dízimo, não é pecado. e vou continuar a ensinando até que se prove o contrário…

    • Olá Amado. Respeito sua opinião, mas gostaria que refletisse sobre Lucas 11:42, onde Jesus diz:

      “Mas ai de vós, fariseus, que dizimais a hortelã, e a arruda, e toda a hortaliça, e desprezais o juízo e o amor de Deus. Importava fazer estas coisas, e não deixar as outras.”

      Note que ele diz que devemos sim dar o dízimo, e não desprezar o juízo e o amor de Deus. Logo, entendo que o dízimo é um mandamento de Jesus para nós e, se não o faço, estou indo contra o que Ele me pede. Concorda?

      Paz.

      • Pôxa André
        (“Mas ai de vós, fariseus, que dizimais a hortelã, e a arruda, e toda a hortaliça, e desprezais o juízo e o amor de Deus. Importava fazer estas coisas, e não deixar as outras.”),onde no texto é dito que devemos dar o dízimo,o texto ainda faz uma alusão ao velho testamento, a lei, onde se dava não dinheiro e sim (a hortelã, e a arruda, e toda a hortaliça), Jesus estava dizendo a eles que não é por que obedeciam a lei, não precisavam obedecer coisas muito mais relevantes que é (desprezais o juízo e o amor de Deus). Vamos ler com calma e acima de tudo pedir a direção de Deus…na oração modelo, se diz amai ao próximo como a si mesmo, já vi filho passar necessidade, por que o pai deu o dízimo para o pastor andar de avião e o mesmo pastor que não é ingênuo sabe disso e não tá nem aí, igrejas com membros miseráveis, são enganados por líderes que sabem a verdade e querem se mostrar santos, e são verdadeiros Judas, entra na internet e pesquise vai entender como eu entendi, de forma muito clara como distorcem o texto de Malaquias, é impressionante, afalta de amor e o engano dos líderes…veja http://www.vemvetv.com.br

  3. Gostaria de comentar três coisas:

    Primeira:
    Como a obra do Senhor sobreviverá sem o dízimo… Apenas com oferta?
    Quem pode responder a esta pergunta é a “igreja” Cristã no Brasil… Eles não dizimão, mas constroem templos,pagam energia, água,telefone, etc.etc.
    Segunda:
    Uso indevido por falsos pastores (conforme o comentário acima)
    Muitos dizem:”Se o pastor usar de forma indevida o problema é dele… vai prestar contas com Deus”…
    Ele vai prestar contas a Deus porque alguém o financiou. Os bêbedos irão prestar contas diante de Deus? Sim! Mas os fabricantes e os revendedores de cachaça também… Evite a condenação dos mercenários aplicando 2Cor.9:07 na tesouraria da igreja…
    Terceiro:
    Mateus 23:23
    Está escrito: “Ai de vós porque dizimais…
    Seria um “prato cheio” para os mercenário e picaretas se fosse: Ai de vós porque NÃO dizimais”…
    Haveria a possibilidade de Mat.23:23 ser assim?:
    “Ai de vós escribas e fariseus hipocritas,porque sois justos,misericordiosos e cheios de fé, e negligenciais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho.Deveis fazer estas e não omitir aquelas” Haveria???

  4. Quando redigi este texto, só quis mostrar que não há porque deixarmos de dar o dízimo. Sei que muitos não concordam com a ordenança do dízimo, e, como ressaltei no fim do texto, o mesmo não é obrigatório. É obrigatório quando as igrejas o exigem. Mas tinha em mente apenas responder a alguns que, na ênfase de quebrar paradigmas dentro da igreja, querem acabar com alguns preceitos já instiuídos há tempo, sendo o dízimo um deles.
    Em Atos, a igreja não dava dízimos, mas oferecia muito mais que isso (At. 4:32-37). Se não nos conformamos em dar o dízimo, por não ser mostrado no NT, então que nos conformemos em dar muito mais ainda, como ofertas e doações.
    Infelizmente, estas discussões acontecem por causa dos lobos gananciosos infiltrados no meio da igreja.
    Se alguém entende que não deve dar o dízimo, que não dê. Se, como eu, alguém dá, não por obrigação, mas por gratidão à Deus, que dê. Cristo conhece os corações e as motivações.
    Ninguém será cobrado por não dar especificamente o dízimo, mas seremos cobrados por nossa fidelidade ao Pai.

    • Quer entregar o dizimo? Entregue conforme esta em 2corintios 9:7. e quanto aos ladroes que malaquias falava, era sim aqueles que deveriam dar o destino certo aos dizimos e ofertas, assim como no livro de Joao falava sobre Judas Iscariotes que roubava as ofertas, pois ele quem cuidava do dinheiro doado.

  5. Meu querido LHDessart, a paz do Senhor!

    Gostaria de dizer-te que há motivos sim para deixarmos de dar o dízimo.O principal de todos é que no N.Testamento não há exigências para isto.O segundo motivo são as consequências desta prática. Não sei aí, mas aqui em Jacobina BA, meu caro Dessart, o pastor não paga a energia,água,telefone e nem combustível do salário dele; quem paga é a igreja.
    Qual é a empresa que além do salário paga, estas coisas para os funcionários? Talvez só políticos teem este privilégio.(e a fama destes é de corruptos).
    Sou da Assemb. de Deus, esta paga 18 salários ao pastor,R$-9.180,00; é um salário digno, oriundo na maioria de salários indignos… Dizimistas há que ganham menos de um salário mínimo…
    Eu sou digno do meu salário,mas não ganho um salário digno.O pastor de uma cidade vizinha daqui, em reunião aumentou os seus rendimentos de 10 para 25 salários mínimos.Outro pastor vizinho mora em casa própria e cobra o aluguel da igreja!jQual o diagnóstico disto? Dízimo no N.Testamento!
    Dessart, olha só o que disse um pastor: “Agora, chegou a parte mais importante do culto: vamos arrecadar dízimos e ofertas”. Tu escrevestes uma coisa certíssima:”Lobos gananciosos infiltrados no meio da igreja”. Quer acabar com eles? Diga não para Malaquias 3:10, e aplique 2Coríntios 9:07 na tesouraria da igreja!!! Se não fizermos isto, coisas piores veremos…
    Dessart, eu era dizimista fiel… fui ensinado a ser desde criança… Deixei de ser após uns 5 min. de diálogo com um Batista Ortodoxo. Veja o diálogo:
    B.O. Tem muitos pastores cheios de dinheiro,carros e etc… com o dízimo dos crentes.
    W.F. Mas no N.Testamento manda pagar…
    B.O. Onde?
    W.F. “deveis fazer estas coisas e não omitir aquelas”,
    Mat.23:23
    B.O. Para quem Jesus estava falando?
    W.F. Hummmmmmm
    B.O. Para os escribas e fariseus, pois a igreja ainda não tinha sido fundada. Deus elegeu o apóstolo Paulo para doutrinar os gentios, e nenhuma vez ele manda pagar o dizimo nas suas epístolas.
    Logo após fiquei pensando… Ah! Rapaz! É por isto que tem muitos pastores picaretas e mercenários… Também muitos irmãos que entregam o dízimo e reclamam da administração… Outros administram o próprio dízimo… E os pecadores zombam com razão… Rapaz.!!! Rapaz!!!

  6. Wellington, respeito sua opinião. Como disse, concordo que não seja obrigatório o pagamento do dízimo. Mas, se tivermos que deixar de lado dentro da igreja tudo o que porventura possa trazer consequências ruins para a mesma por causa de uma má empregabilidade ou exercício, então seria necessário abolirmos, dentre outros, a própria pregação. Quantos não têm se aproveitado do espaço no púlpito para exercer influência, buscar poder e fama no meio do povo cristão?
    Acredito que o melhor é buscarmos uma visão equilibrada em todas as situações, sempre nos lembrando que nos é exigido seriedade no cumprimento da vontade Divina.

    • Voce esta certo neste ponto de vista, mas o negocio é o seguinte: nunca ficamos sabendo o quanto foi arrecadado, o quanto foi gasto, nao conhecemos a vida financeira dos templos. Sabemos apenas que tem gastos e mais gastos, e que precisa de mais dinheiro pra mais gastos. Se deixarmos de pagar altos salarios para os dirigentes, e os luxos dentro das igrejas, realmente, a obra pode ser feita sim sem a cobrança de dizimos.
      Depois de uns estudos sobre a pratica do dizimo, me livrei da escravidao da lei e sou muito abençoado seguindo o que esta escrito em 2corintios 9:7

  7. Dessart, também respeito a sua opinião… Deixo contigo uma reflexão: “Não devemos colocar um ponto de interrogação, onde Deus colocou um ponto final”.

    Um abraço,
    W.Fontes

  8. Não usei este texto tanto para defender a prática do dízimo em si, mas queria mostrar que, ao contrário dos que afirmam que este era uma ordenança da lei, ele foi oferecido antes disso por Abraão. No texto, não afirmo que o dízimo tenha que ser obrigatoriamente cobrado ou dado. Queria apenas alertar, através do texto, a respeito de alguns “pensadores cristãos” que querem derrubar tudo o que acontece ou é comum dentro da igreja. Algumas coisas não necessitam de mudança, outras sim, e, como afirmei no texto, o que precisa ser mudado é a mentalidade dos “líderes” eclesiásticos que usam e abusam das contribuições. Também deve ser mudado o pensamento avarento daqueles que dizimam apenas tentando “trocas” com Deus.
    Não creio que o dízimo incentive a ganância, mas é a própria ganância de alguns “líderes” que acaba distorcendo e corrompendo o uso digno e necessário tanto dos dízimos como das ofertas. E o que destaquei mais enfaticamente é o fato das contribuições serem o meio de subsistência da igreja. Se a igreja deixa de arrecadar, não pode subsistir, seja com dízimos, ofertas ou contribuições voluntárias.
    Se a igreja, como instituição, deixa de cobrar os dízimos, como poderá arcar com suas responsabilidades materiais? Aluguéis, contas, salários de obreiros e pastores, entre outros? E mesmo que o dízimo deixe de ser cobrado como dízimo, será que as contribuições voluntárias também não incitariam a ganância de alguns? É dinheiro também…
    E, se for pra respeitar os limites bíblicos, em 2 Co. 8 e 9 Paulo solicita contribuições especificamente para cristãos pobres da região da Judeia.
    Mesmo que venhamos a dar dízimos, ou mesmo contribuamos apenas com ofertas, nada disso será em vão se for movido por este pensamento, de liberalidade e amor, à Deus e à sua igreja.

  9. LHDessart, a paz do Senhor Jesus!

    Dialogar contigo até aqui, está gratificante…Pois provoca o meu raciocínio,me faz pesquisar,e me serve de subsídio para pregações,ainda que discordando parcialmente de ti. Vamos ao seu último comentário:
    “O QUE PRECISA SER MUDADO É A MENTALIDADE… DOS… QUE…ABUSAM DAS CONTRIBUIÇÕES”. É quase impossível…
    “TAMBÉM… O PENSAMENTO AVARENTO… TENTANDO “TROCAS” COM DEUS”. Pode ser possível…
    “NÃO CREIO QUE O DÍZIMO INCENTIVE À GANÂNCIA”. Mas se erradicarmos ele, a ganância será golpeada…
    “É O FATO DAS CONTRIBUIÇÕES SEREM O MEIO DE SUBSISTENCIA DA IGREJA.SE A IGREJA DEIXAR DE ARRECADAR,NÃO PODE SUBSISTIR…COMO PODERÁ ARCAR COM SUAS RESPONSABILIDADES MATERIAS?” Meu caro Dessart! Entendo as suas preocupações com as “responsabilidades materiais” da igreja…Quero lhe tranquilizar falando-te algo muito sério: Não se preocupe se a igreja ficar cada vez mais pobre… Se preocupe sim se ela ficar cada vez mais rica! Para a igreja pobre Jesus diz:”Conheço a tua tribulação e a tua pobreza…Não temas as coisas que tens que sofrer”Apc.2:9-10. (é! pobreza traz tribulação e sofrimento). Agora para a igreja rica:”Como dizes? Rico sou, e estou enriquecido…E não sabes que és um desgraçado,miserável,e pobre,e cego,e nu”, Apc.3:17.Estamos ficando cada vez mais longe de Esmirna,e cada vez mais perto de Laodicéia.Se erradicarmos o dízimo,ofertas e contribuições voluntárias da igreja, ela ainda subsistirá! Se somado a isto, as portas do inferno se levantarem contra ela, mesmo assim ela resistirá! Vai chegar uma época que dízimos,ofertas e todo tipo de contribuição serão proibidos…Cultos em templos não serão permitidos, alguns crentes até mortos serão, mas a igreja não será exterminada da terra, nem antes, nem até o arrebatamento… Pense nisto Dessart!
    Outro abraço!
    W.Fontes.

  10. Wellington, posso dizer o mesmo! Sempre é gratificante dialogar com quem sabe fazê-lo, e vc é uma pessoa que sabe dialogar! Eu imaginava que o comentário sobre o sustento físico da igreja fosse lhe fazer dar esta resposta, e concordo que, mesmo que não haja um centavo nos cofres da igreja, ela continuará subsistindo. Quem a sustenta é o Espírito de Deus. O ponto que coloquei aqui pode ser entendido enquanto a igreja como instiutição que tem de se enquadrar sob leis, seja em âmbito estadual ou nacional, juridicamente falando.
    Infelizmente, concordo que será MUITO difícil mudar a mentalidade da maior parte da igreja, pois, como povo ou igreja, o brasileiro é mental, cultural e politicamente acomodado. Mas, vamos tentando, né…rs…quem sabe, pouco a pouco, com muita oração, ensino e perseverança…
    Eu também acredito que chegará um momento (e creio que está próximo mesmo!) onde a igreja não poderá mais exercer suas atividades livremente, e concordo que, no “submundo”, digamos assim, seriam até desnecessárias as ofertas. Mas mesmo assim creio que elas ocorreriam, sendo revertidas para os próprios cristãos. E aqui talvez seja o ponto m que mais concordemos, se esta for sua opinião. Quando afirmei sobre necessidades materiais, elas, por enquanto existem. Mas entendo que muito deste dinheiro deveria ser empregado em obras sociais, projetos, escolas, hospitais, em vez de se buscar a construção, por exemplo, de templos cada vez mais suntuosos. Não sou contra a igreja ter uma sede própria, mas entendo não ser necessária a construção de “shoppings centers” para a pregação do evangelho.
    Meu querido, acredito que, graças a pessoas como você é que a igreja ainda possui um resquício de seriedade aqui no Brasil. Mesmo que não venhamos a chegar num consenso neste caso específico, lhe agradeço pela discordância e pelo interesse no assunto! Creio que esta é a maneira de construirmos uma igreja melhor!
    Abração!

  11. L.H.Dessart, paz!

    Obrigado por suas palavras…
    Se não for incômodo, gostaria de continuar falando com tigo, só que pelo e-mail… (tu tens algum?).Há como visualizar o meu por aí? Se possível, responda-me qual a igreja que tu fazes parte.

    Att.
    W.Fontes

  12. hoje a graça redentora do mestre sr. Jesus cristo nos alcançou pela fé no seu nome ,digo nós os gentios que
    cremos que ele é o filho de Deus. a palavra diz que o final
    da lei é cristo,ou seja toda lei ,digo as escrituras do antigo testamento conduz a cristo ele é a nova aliança feita entre Deus e o homem…aliança eterna e não haverá outra
    O mestre Jesus quando falava aos farizeus ou ensinava os seus discípulos ele citava ( na verdade na verdade ) oque ele ta dizendo que tem verdade que é analizada com outra verdade , esquadrinhar as escritutas , assim diz a palavra.
    Para entender mos sobre o dar ou não dar o dizmo
    baseado em romanos 10.04 que diz . porque o fim da lei é Cristo para a justiça de todo aquele que crê.
    posso analizar desta forma que o dizmo é a lei ,o mesmo é um agente condutor ,ou melhor um pedagogo que vai ensinar o povo de Deus a levar recursos ao tenplo ou a casa segundo diz as escrituras para que haja mantimento as pessoas que serviam no templo e a propria manutençao do templo o sr. Deus revela isso atraves do proféta malaquias
    cap. 03.10 e 11 quando é feito isto levar o dizmo a casa , vejam que ha grandes benefícios bençãos sem medidas….o dizmo esta conduzindo o povo a confiar em Deus …traz o dizmo e fazei prova de mim diz o sr.Deus….quando o povo reconhece que é Deus que providencia todas as coisas ele logo sabe que Deus é abençoador ,galardoador,provedor,misericordioso,amoroso…..
    Agora é que vamos ver se vocês entenderam ( Romanos 10.04 ) porque o fim da lei é Cristo…. a tranzição da velha aliança para a nova aliança redentora e eterna de Jesus cristo ler Hebreus …que fala sobre esta tranziçao…. vejam um trecho de hebreus cap. 09. 11/12

    Vejamos que o espírito santo ministra ao apostolo paulo e inspira o a escrever estas coisas ao povo de Deus que estão em corinto ( 2 corintios 9 . 6 a 15 )
    é tudo que o dizmo ensinou segundo malaquias 3. 10 então entendemos que o senhor JESUS é poderoso e abençoador …galardoador,misericordioso ,amoroso ….hoje vivemos no tempo da graça redentora de Cristo e não mais pela lei .
    A saber que cada um contribua segundo oque ( o espírito santo ) propor no seu coraçao,não com tristeza ou por necessidade…porque Deus ama quema dá com alegria ( 2 corintios 9. 07
    Minha conclusão. dar o dizmo ou não dar o dizmo digo meus amados em romanos 8.1 Portanto agora,nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus,que não andam segundo a carne ,mas segundo o espírito.
    Vamos lá se entendo que Jesus é Deus que tudo foi feito por ele ,pra ele….e que ele rege em todo o universo….eu sabendo disso então tudo que ganho,tudo que tenho,tudo que sou é dele ,não apenas a decima parte….assim sou tocado pelo espírito o quanto devo contribuir para á óbra do meu Deus, é ele que ministra a cada coração,é ele que gera em nós o desejo de contribuir com alegria… em atos 04 . 31 a 35 esta escrito que o espírito enche os corações e vejam que eles faziam …vediam suas propiedades e depositavam nos pés dos apostolos
    aqui não diz que era dez por cento …aqui não diz que os apostolos pediam pra trazer ….aqui diz que o espírito encheu aqueles corações!!!! ou seja gerou o desejo de contribuir com a óbra!!! amém !!!!!

    Mas pra os que não entenderam …digo que orem e peçam ao espírito santo que abra o seu entendimento
    e que não deixem de contribuir com o dizmo até que venha a entender que tudo que temos ,tudo que ganhamos ,e tudo que somos é dele ,pra ele são todas as coisas.

  13. Deus não fica com divida para com o homem com certeza tudo que você der para a obra dele com esperança de receber de volta com certeza ele vai te devolver com juros e correção mas ele passa a não te dever nada; já parou para pensar se Deus fosse cobrar pelo o que ele já fez por nós? Não, não e mesmo? Vejo nas igrejas pessoas vendendo e pessoas comprando as bênçãos de Deus, eu prefiro acreditar que falta conhecimento nestas pessoas, caso ao contrario só lamento por estes, hoje a grande maioria das igrejas virou um grande comercio o pior de tudo e que eles vendem o que não e deles, pois o verdadeiro dono de tudo, fez por amor sem pedir nada em troca, e a maior alegria dele seria ver aqueles a quem ele confiou ao seu rebanho que fizesse tudo por amor sem tirar aproveito da inocência das suas ovelhas por quem ele sofreu tanto para dar a liberdade; o que parece e que estamos pagando a nossa salvação com 10% do nosso salário.Eu tenho algo para falar para vocês e tempo de reforma na casa do Senhor e todo material que não tem mais condições de uso será substituído por um material novo.

  14. Malaquias capitulo 2, 3 e 4 sem interrupção
    E agora ó sacerdotes, este mandamento vos toca a vós se o não ouvirdes e se não propuserdes no vosso coração dar honra ao meu nome diz o senhor dos exércitos enviarei a maldição contra vós e amaldiçoarei as vossas bênçãos; e já as tenho amaldiçoado porque vós não pondes isso no coração eis que vos corromperei a semente e espalharei esterco sobre o vosso rosto o esterco das vossas festas e com ele sereis tirados então sabereis que eu vos enviei este mandamento para que o meu concerto seja com Levi diz o senhor dos exércitos meu concerto com ele foi de vida e paz e eu lhas dei para que me temesse e me temeu e assombrou-se por causa do meu nome a lei da verdade esteve na sua boca e a iniqüidade não se achou nos seus lábios; andou comigo em paz em retidão e apartou a muitos da iniqüidade porque os lábios dos sacerdotes guardarão a ciência e da sua boca buscarão a lei porque ele e o anjo do senhor dos exércitos, mas vós vos desviastes do caminho a muitos fizestes tropeçar na lei corrompestes o conserto de Levi diz o senhor dos exércitos por isto também eu vos fiz desprezíveis e indignos diante de todo o povo visto que não guardastes os meus caminhos, mas fizestes acepção de pessoas na lei não temos nós todos um mesmo pai? Não nus criou um mesmo Deus? Porque seremos desleais uns para com os outros profanado o concerto de nossos pais? Judá foi desleal e abominação se cometeu em Israel e em Jerusalém porque Judá profanou a santidade do senhor a qual ele ama e se casou com a filha de deus estranho o senhor extirpará das tendas de Jacó o home que fizer isso o que vela e o que responde e o que oferece dons ao senhor ao senhor dos exércitos ainda fazeis isto cobris o altar do senhor de lagrimas de choros e de gemidos; de sorte que ele não olha mais para a oferta nem aceitara com prazer da vossa mão e dizeis por que? Porque o senhor foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade com a qual tu fostes desleal sendo ela a tua companheira e a mulher do teu concerto e não fez ele somente um sobejando-lhe espírito? E porque somente um? Ele buscava uma semente de piedosos portanto guardai vos em vosso espírito e ninguém seja desleal para com a mulher da sua mocidade porque o senhor Deus de Israel diz que aborrece o repudio e aquele que encobre a violência com a sua veste diz o senhor dos exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito e não sejais desleais enfadeis ao senhor com vossas palavras; e ainda dizeis; em que o enfadamos? Nisto que dizeis qual quer que faça o mal passa por bom aos olhos do senhor e desses é que ele se agrada ou onde esta o Deus do juízo? Eis que eu envio o meu anjo que preparar o caminho diante de mim e de repente vira ao seu templo senhor a quem vós buscais o anjo do concerto a quem vós desejais eis que vem diz o senhor dos exércitos, mas quem suportará o dia da sua vinda? E quem subsistira quando ele aparecer? Porque ele será como o fogo do ourives e como o sabão dos lavadeiros assentar-se-á afinando e purificando a prata; e purificara os filhos de Levi e os afinará como o ouro e como prata então ao senhor trarão ofertas em justiça e a oferta de Judá e de Jerusalém será suave ao senhor como nos dias antigos e como nos primeiros anos e chegar-me-ei a vós para juiz e serei testemunha veloz contra os feiticeiros e contra os adúlteros e contra os que juram falsamente e contra os que defraudam o jornaleiro e pervertem o direito da viúva e do órfão e do estrangeiro e não me temem diz o senhor dos exércitos porque eu o senhor não mudo por isso vós o filhos de Jacó não sois consumidos desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos e não os guardastes tornai para mim e eu tornarei para vós diz o senhor dos exércitos mas vós dizeis em que havemos de tornar? Roubara o homem a Deus? Toda via vós me roubais e dizeis e que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas com maldição sois amaldiçoados porque me roubais Amim, vós toda a nação trazei todos os dízimos a casa do tesouro para que aja mantimento na minha casa e depois fazei prova de mim diz o senhor dos exércitos se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós uma bênçãos tal que dela vos advenha a maior abastança e por causa de vós repreenderei o devorador para que não vos consuma o fruto da terra e a vide no campo não vos será estéril diz o senhor dos exércitos, as vossas palavras foram agressivas para mim diz o senhor; mas vós dizeis que temos falado contra ti? Vós dizeis: inútil é servir a Deus que nos aproveitou temos cuidado em guardar os seus preceitos e em andar de luto diante do senhor dos exércitos? Ora, pois, nós reputamos por bem aventurados os soberbos; também os que cometem impiedade se edificam; sim eles tentam ao senhor e escapam então aqueles que temem ao senhor falam cada um com o seu companheiro; e o senhor atenta e ouve; e há um memorial escrito diante dele para os que temem ao senhor e para os que se lembram do seu nome e eles serão meus diz o senhor dos exércitos naquele dia que farei, serão para mim particular tesouro; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho que o serve então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio entre o que serve a Deus e o que não serve, porque eis que aquele dia vem ardendo como o forno; todos os soberbos e todos que cometem impiedade serão como palha e o dia que esta para vir os abrasara diz o senhor dos exércitos de sorte que lhes não deixara nem raiz nem ramo más para vós que temeis o meu nome nascera o sol da justiça e salvação trará debaixo das suas asas; e saireis e crescereis como os bezerros do cevadouros e pisareis os ímpios porque se farão cinza debaixo das plantas de vossos pés, naquele dia que farei diz o senhor dos exércitos lembrai vos da lei de Moises meu servo a qual lhe mandei em Horebe para todo o Israel a qual são estatutos e juízos eis que vos envio o profeta Elias antes que venha o dia grande e terrível do senhor e convertera o coração dos pais aos filhos e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha e fira aterra com maldição.
    Por: José Paulo Pedro de Lima

  15. “O grande trem”
    Havia certo homem que tinha por oficio alimentar a maquina de um grande trem com carvão este trem fazia uma longa viagem todos os dias transportando um grande número de funcionários para uma grande empresa e em momento algum ele podia chegar atrasado àquela empresa, pois o dono daquele trem após assumir este compromisso prometeu para o dono daquela empresa que nada ia impedir aquele trem de chegar no horário por isto ele passou uma ordem para aquele funcionário que por nada neste mundo ele deixasse de alimentar aquela maquina e quanto mais carvão aquele homem colocava naquela maquina, mas aquele trem corria e naquela estrada havia uma grande ponte que ele atravessava todos os dias, pois ali havia um abismo muito profundo foi quando em um belo dia o maquinista daquele trem foi avisado pelo radio que aquela grande ponte havia caído foi quando aquele maquinista usou todos os seus recursos para parar aquele trem, mas não conseguiu, pois estavam todos com defeitos, a sua ultima esperança era que aquele homem parasse de alimentar aquela maquina para que aquele trem parasse por falta de combustível, mas havia um pequeno problema aquele homem tinha recebido uma ordem do seu superior para não parar por motivo algum, mesmo ele sabendo que todas aquelas vidas estavam dependendo dele para morrer ou para viver; mais ele só tava fazendo a parte dele não e mesmo?
    Por: José Paulo Pedro de lima

  16. Amados irmãos, estou visitando o site pela 1ª vez, ao deparar-me com o assunto comentado fiquei curiosa para saber o pensamento geral. Vi-me, então, diante de entendimentos variados sobre o assunto. Sabe irmãos qual é o problema da maioria de nós? É justamente querer discutir, literalmente, ao invés de conversar sobre determindados assuntos. Aprendi, desde menina, a dizimar. Não porque alguém me mostrou na bíblia, mas porque minha mãe, uma mulher com 10 filhos(todos entre a infância e adolescência, quando separou-se do meu pai) e sozinha para cuidar deles, tinha o PRAZER de separar 10% de seus ganhos para agradecer a Deus por não permitir que passássemos necessidades, sempre fui muito observadora e isso me levou a perceber o amor de Deus sobre a minha família. Aos 13 anos batizei-me e comecei a estudar a bíblia na EBD, conforme aprendia a palavra, ia comparando com as experiências já vividas. Ex.: Salmo 37: 25 “Fui moço e agora sou velho; mas nunca vi um justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão.” Realmente, Deus não está preocupado se damos o dízimo ou não, Ele está preocupado em nos abençoar. Mas… outra coisa que aprendi é que: a obediência traz sobre nós o favor do Senhor. Desde o princípio, tudo o que a humanidade sofreu foi por desobediência. Existe na palavra de Deus muitos “SE”, SE ouvir a minha voz; SE me obedecer; SE isto… SE aquilo… significa que, temos uma condição, ou seja existem princípios espirituais a serem seguidos. Em Mal.03:11 o Senhor diz: “Também, por AMOR de vós, eu mesmo repreenderei o devorador, e ele não destruirá os seus frutos…” Vendo tudo isto, penso que nossa relação com Deus é uma relação de amor e isso me trás à lembrança o rei Davi, ele queria construir a casa de Deus, e Deus não permitiu porque ele era homem de guerra, com as mãos sujas de sangue e diz a Davi que Salomão teria essa incumbência. Mas o relacionamento de Davi com Deus era de AMOR, ele queria fazer alguma coisa, então começa a separar ofertas e a levar o povo a ofertar para a obra do templo (I Crônicas 29). Quando Davi vê o amor do povo em dar ofertas VOLUNTÁRIAS para a construção ele bendiz ao Senhor e faz uma das orações mais lindas que já li na bíblia, que vai do verso 10 ao 19 deste capítulo… vejamos algumas palavras: “Tua é ó Senhor a grandeza, o poder, a glória, a majestade… Tanto riquezas como honras vem de ti, tu dominas sobre tudo… Mas quem sou eu e quem é o meu povo para fazer ofertas tão voluntariamente? PORQUE TUDO VEM DE TI, E DO QUE É TEU TE DAMOS… Ó Senhor, toda esta abundância que preparamos para edificar uma casa ao teu santo nome, VEM DA TUA MÃO E É TODA TUA… Bem sei, Deus meu, que tu sondas o coração e te agradas da retidão. Na SINCERIDADE do meu coração voluntariamente ofereci todas as coisas e com alegria, vi que teu povo também ofereceu voluntariamente.” Assim, amados, percebo que é amor, nada além disso. Não importa se está no NOVO ou no VELHO testamento, o que importa, é que ainda hoje, precisamos, por paixão pelas almas, construir templos para abrigá-las e ensiná-las, até que cheguem à compreensão de que são eles os próprios templos do Senhor. Se não houver amor nisso… com que mais vamos cumprir o IDE do Senhor?! Deus não precisa de nós, não precisa do que temos… até porque, se temos e se vivemos, temos e vivemos pela Sua permissão.
    E não vamos esquecer o que Jesus disse em Mateus 10:08 ao enviar os doze discípulos para uma missão: “…de graça recebestes, de graça dai.”
    Dica importante! Entre os dons do Espírito está o dom de discernir espíritos. Busque por este dom. Ele ajudará muito nestes dias onde nossas “lideranças” estão confusas de tanto que já se distanciaram do evangelho genuíno.
    Um grande abraço e que Deus os abençoe.
    Lenilsen

  17. Deus não aceita nem precisa de dinheiro nem de coisas materiais
    Vamos meditar na palavra do Senhor Jesus, e conhecer a verdade daquele que deu a sua vida em sacrifício vivo para remissão dos nossos pecados.

    Mas na primeira carta a Timóteo 6.3-6, a palavra do Senhor diz: Se alguém ensina outra doutrina, que não seja em conformidade com as sãs palavras do nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo e nada sabe, mas são homens corruptos de entendimento, e que não conhecem a verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho, aparte-te dos tais, mas grande ganho é a piedade com contentamento.
    E em Romanos 2.35, a palavra do Senhor, à luz do Evangelho diz: Quem deu primeiro a Ele para que fosse recompensado? Será que precisamos dar algum bem material a Deus para recebermos a suas bênçãos?
    Por ventura o nosso Deus é um Deus de barganha? No Salmo 50.12 disse o Senhor: Se eu tivesse fome, eu não vos diria, pois meu é o mundo e a sua plenitude. Em Deuteronômio 10.17 está escrito: O Senhor não aceita recompensas.
    Em Isaias 5.3, a palavra diz: Por nada fostes vendidos, também sem dinheiro sereis resgatados; o que é confirmado ainda em Isaias 55.1, onde diz: Vinde as águas, todos os que tem sede e os que não tem dinheiro, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço.
    Dar dinheiro na igreja não nos dará galardão nenhum perante a Deus, porque no Evangelho de Cristo não há ordenança para se tomar dinheiro dos fiéis, dízimo e nem oferta. Então alguém poderá citar a oferta daquela pobre viúva que deitou duas moedas, do seu sustento na arca do tesouro e foi por Jesus Cristo, reconhecida (Marcos 12.41-44).
    Isso ocorreu porque no Antigo Testamento, havia ordenança para se tomar os dízimos do povo, os quais eram também oferecidos ao Senhor em ofertas alçadas (Números 18.24). Porém, Jesus reconheceu a lei de Moisés, tanto que Ele mesmo disse: Eu não vim abolir a lei, mas vim para cumprir (Mateus 5.17), porque Ele viveu na vigência da lei.
    Mas após ter consumado sua missão de morrer na cruz e ressuscitar, a lei findou-se. O que precisamos entender de vez por todas, é que não só o DÍZIMO, mas toda a lei cerimonial do Antigo Testamento foi por Cristo, abolida (Hebreus 7.18; II Coríntios 3.14). A lei e os profetas duraram até João Batista. (Lucas 16.16).
    Hoje vivemos a graça do Senhor Jesus e qualquer esforço para voltar a lei de Moisés, que Cristo desfez na cruz , é anular o sacrifício do Cordeiro de Deus e reconstruir o muro da separação que foi por ele derrubado (Efésios 2.13-15).
    Em II Coríntios 9.6,7 a palavra diz: O que semeia pouco, pouco também ceifará, o que semeia em abundância, em abundância também ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza, ou por necessidade, porque Deus ama quem dá com alegria.
    Muitos pregadores usam este texto sagrado por ocasião da coleta, dizendo que isto é dinheiro para a obra do Senhor, mas não mencionam o versículo 9 do mesmo capítulo onde a palavra diz:Distribuiu, deu aos pobres, a sua justiça permanece para sempre.
    Observaram, o que o Senhor mandou semear com alegria? Neste texto, o Senhor está ordenando que façamos caridade, como determinou em todos os livros do Novo Testamento. Mesmo porque o Senhor Jesus nunca mandou semear dinheiro nas igrejas, mas amor ao próximo, em forma de caridade.
    Muitos perguntam, se não podemos coletar dinheiro dos irmãos, o que faremos para manter os templos?
    Quando os discípulos mostraram a estrutura de um templo para Jesus, Ele lhes respondeu: Em verdade vos digo, que não ficará pedra sobre pedra que não seja derribada. (Mateus 24.1,2).
    Por que então iremos nos preocupar com coisas materiais, que para o Senhor não tem valor algum? Na palavra está escrito: O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo Senhor do Céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; nem tão pouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa, pois, ele é quem dá a todos a vida, e a respiração e todas as coisas. (Atos 17.24,25).
    O templo que o Senhor valoriza não é a estrutura material construída por mãos de homens, porque igreja não é prédio, mas é formada por cada um de nós que o tememos e guardamos a sua palavra no coração, e formamos um corpo, cuja cabeça é o Senhor Jesus, e esse corpo constitui a igreja de Cristo que Ele virá buscar para a vida eterna, observe:
    Vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Nele habitarei e entre eles andarei e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo (II Coríntios 6.16). Este é o templo que devemos e precisamos conservar íntegro, puro, santificado para a permanência do Espírito Santo do Senhor.
    Em Mateus 18.20, disse Jesus: Onde estiver dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.
    Portanto, meu amado irmão, não se deixe levar por suaves palavras, porque a palavra do Senhor nos alerta: Por avareza farão comércio de vós, com palavras fingidas (II Pedro 2.3). E o Senhor não terá o culpado por inocente; Ele disse: ERRAIS POR NÃO CONHECER AS ESCRITURAS E NEM O PODER DE DEUS.(Mateus 22.29), …e maldito o homem que confia no homem (Jeremias 17.5), mas Bem-aventurado o homem que deposita a sua confiança no Senhor (Salmo 40.4).
    Hebreus 13.15,16 Ofereçam sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agrada.
    É fácil agradar a Deus. O sacrifício que o Senhor requer de nós é este, que nós o adoremos, porque Deus é espírito e importa que o adoremos em espírito e em verdade (João 4.23,24), Ele não requer nenhum bem material, pois todas as coisas foram feitas por Ele. O Senhor quer que amparamos os nossos irmãos nas suas necessidades, que sejamos hospitaleiros (Romanos 12.13). Isto sim agrada a Deus. Isso é amor ao próximo, isso é ajuntar tesouro no céu.
    Para alcançar a salvação necessário é fazer a vontade do Pai que está no céu (Mateus 7:21), obediência aos seus mandamentos, não só com palavras, mas com boas obras, porque amar ao próximo vai muito mais além do que esboçar um sorriso para o irmão, dar-lhe um abraço ou simplesmente dizer que o ama. Necessário é saber que o próximo sente a mesma fome, a mesma dor, o mesmo frio que sentimos, e precisamos socorrê-los nas suas necessidades..
    Fazer caridade, isto sim, nos dará galardão para a vida eterna, no livro de Mateus 25.31-46, o Senhor Jesus nos dá a certeza que arrebatará para si os que foram caridosos com seu próximo, mas quanto aos que negligenciaram este amor está reservado o fogo eterno.
    Vamos exemplificar: Saem dois irmão caminhando numa paralela, um pela direita e outro pela esquerda. O irmão que caminha pela esquerda sai por ai dando dinheiro para construir templos, para salários de dirigentes, para viagem da cúpula da igreja, enfim, dinheiro para ser usado em coisas materiais.
    O irmão que caminha pela direita, dá alimento para quem tem fome, agasalho para quem tem frio, visitando os enfermos, acolhendo o estrangeiro, etc. No fim da jornada, ambos se deparam frente a frente com o Senhor Jesus. Então eu pergunto: Para qual dos dois o Senhor vai dizer: Vinde a mim, bendito do meu Pai, a tomar posse da coroa que lhe está reservada desde a fundação do mundo, porque tive fome e deste-me de comer, tive sede e deste-me de beber, estando nu me vestistes, sendo estrangeiro me hospedastes…? (Mateus 25.34,35).
    É evidente que você dirá que o Senhor Jesus irá reconhecer o irmão que praticou boas obras, o amor ao seu próximo com caridade. Muito bem, é exatamente isso, mas vá você também, e faça da mesma forma, e terás um tesouro no céu, porque assim declarou o Senhor Jesus.
    Fostes comprados por bom preço, não vos façais servos de homens (I Coríntios 7.23).

    O DÍZIMO RELIGIOSO É UMA FALÁCIA MEDIEVAL
    Autor: Arqueleu Cunha
    Ex-pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia
    O DÍZIMO RELIGIOSO É UMA FALÁCIA MEDIEVAL E
    NUNCA FOI PRATICADO POR JESUS OU POR SEUS APÓSTOLOS
    1. Em primeiro lugar vamos esclarecer o que era a lei do dízimo na Bíblia. Era uma lei cerimonial e provisória que servia para alimentar uma família sacerdotal de vida humilde proibida de ter propriedades. Era parte da Velha Aliança escrita por Moisés e que foi abolida por CRISTO ao morrer na cruz. JESUS então instituiu a Nova e Eterna Aliança. A lei do dízimo na Bíblia era alimento e jamais foi dinheiro. Além do mais era uma obrigação somente para os donos de gados, e que tivessem a partir de dez gados, pois quem possuía até o nono gado não dizimava. Também era uma obrigação para os agricultores que produziam em suas terras grãos e frutas. Qualquer outro tipo de atividade não dizimava segundo as leis da Bíblia. Veja na Bíblia Levítico 27:30-32. Depois some a isso: “Nada acrescentes às Suas palavras, para que não te repreenda, e sejas achado mentiroso.” Provérbios 30:6.
    2. Quem quer impor tal lei sobre os cristãos é porque “os sentidos deles se embotaram. Pois até ao dia de hoje, quando fazem a leitura da antiga aliança, o mesmo véu permanece, não lhes sendo revelado que, em CRISTO, é removido. Mas até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Quando, porém, algum deles se converte ao SENHOR, o véu lhe é retirado. Ora, o Senhor é o ESPÍRITO; e, onde está o ESPÍRITO do Senhor, aí há liberdade.” 2 Coríntios 3:14-17.
    3. Ainda se alguém insiste em fazer a bênção depender da prática cerimonial dos dízimos, que é uma lei levítica e que não passa de alimentos e foi engenhosamente transformada em dinheiro, contudo nós “pelo contrário, rejeitamos as coisas que, por vergonhosas, se ocultam, não andando com astúcia, nem adulterando a palavra de DEUS; antes, nos recomendamos à consciência de todo homem, na presença de DEUS, pela manifestação da verdade.” 2Cr.4:2.
    4. Adulterando a Palavra astuciosamente, num passado distante, fizeram o dízimo virar dinheiro e o tornaram um requisito de bênção ou maldição para os cristãos. Porém “Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las.” Gl.3:10.
    5. Se alguém quer restaurar a lei dos dízimos terá que restaurar tudo mais que a lei cerimonial o diz, como o sacerdócio levítico, o Templo no monte Sião, lugar para onde tinha que ser obrigatoriamente levado o dízimo, pois o lugar e o dízimo e os demais rituais eram inseparáveis (e isso será a parte mais difícil porque no lugar do Templo foi construído uma Mesquita islâmica), também terá que restaurar a circuncisão, os sacrifícios, rituais, os sete sábados cerimônias, etc. Mas se para sermos salvos temos que dizimar e se a bênção e “a justiça é mediante a lei, segue-se que morreu CRISTO em vão.” Gl.2:21.
    6. “De CRISTO vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes. Porque nós, pelo ESPÍRITO, aguardamos a esperança da justiça que provém da fé. Porque, em CRISTO JESUS, nem a circuncisão, nem a incircuncisa têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor. Vós corríeis bem; quem vos impediu de continuardes a obedecer à verdade?” Gl.5:4-7. A circuncisão era para os judeus o que o dízimo de dinheiro se tornou hoje para as ordens religiosas e para os cristãos que conseguiram dominar.
    7. Deveriam, contudo mudar o nome de dízimo para imposto religioso, tributo religioso, mensalão ou qualquer outro nome, mas não dízimo, pois dízimo é uma lei cerimonial de alimentos para um sacerdócio levítico da lei de Moisés, pertencente a um sacerdócio imperfeito e provisório de um templo feito por mãos humanas cujos serviços foram abolidos.
    8. O dízimo de hoje não é o dízimo bíblico, e assim não pode ser chamado. É como o batismo praticado com um pouco de água na cabeça. É chamado mundialmente de batismo, mas não pode ser chamado de batismo, pois batismo na Bíblia é a prática de mergulhar em água. Tanto a palavra batismo como dízimo está com o sentido corrompido, fazendo a Bíblia dizer o que ela nunca disse.
    9. Eu não entrego um dízimo de meus rendimentos para uma organização religiosa porque sou seguidor de JESUS e não de homens.
    10. JESUS jamais pagou ou entregou algum dízimo. A promessa de salvação é para o vencedor, e o vencedor é aquele “que guardar até ao fim as Minhas obras,” disse JESUS. Apocalipse 2:26.
    11. Dizimar nunca foi uma obra de JESUS, nem dos apóstolos, nem de qualquer cristão. Não existe nem um verso na Bíblia em que a igreja de CRISTO praticava a lei dos dízimos.
    12. A lei levítica com o sacerdote, os dízimos que os sustentavam, a circuncisão, sinal desta aliança, o Templo, que era chamada casa de Oração, casa de DEUS, um lugar físico e fixo para adoração, os rituais e os sacrifícios, tudo isso era um ensino provisório e “serviu de aio para nos conduzir a CRISTO, a fim de que fôssemos justificados por fé.” E “tendo vindo a fé, já não permanecemos subordinados ao aio.” Gl.3:24.
    13. Assim o Templo construído por mãos humanas, o sacerdócio carnal, imperfeito e mortal, os dízimos que os sustentava com comidas, pois jamais foram dinheiro, as bebidas, as abluções e toda sorte de rituais, constituíam a lei cerimonial que foi dada por Moisés “quatrocentos e trinta anos depois” de Abraão. Gálatas 3:24. E era “sombra dos bens vindouros”, “os quais não passam de ordenanças da carne, baseadas somente em comidas, e bebidas, e diversas abluções, impostas até ao tempo oportuno de reforma”. Hb.9:10.
    14. O profeta Malaquias defendeu a lei dos dízimos de alimentos de que falou Moisés para que houvesse comida no Templo e jamais dízimos de dinheiro. Isso ele fez porque viveu no regime da lei de Moisés, quatrocentos anos antes da vinda de CRISTO. Malaquias mesmo foi claro em seu discurso baseado no que ele mesmo disse: “a aliança de Levi”. Malaquias 2:8. Malaquiasescreveu para defender a “lei de Moisés” a Velha Aliança e não a Nova Aliança. Malaquias 4:4.
    15. Mas depois que JESUS morreu na cruz “aboliu, na Sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças,” “tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz”. Efésios 2:15, Colossenses 2:14.
    16. Desta forma não há um verso no Novo Testamento em que algum cristão praticou a lei de Moisés quanto aos dízimos. Por isso nenhum profeta do Novo Testamento repreende a igreja de CRISTO que não praticava essa lei de dízimos que era uma lei provisória de Moisés.
    17. E se alguém está pensando que tem que sustentar algum pastor com 10% de seu salário, onde está esse mandamento no Novo Testamento? Nunca a igreja de CRISTO ou qualquer cristão recebeu dízimos no Novo Testamento. Esse mandamento foi promulgado pelo homem e não por JESUS CRISTO.
    18. A final de contas, quem inventou esse dízimo de dinheiro? No sexto século depois da morte de JESUS, a igreja católica romana do Papa inventou um dízimo de dinheiro[1]. No início era algo voluntário para sustentar o novo governo que se estabeleceu na Terra. Esse novo governo usou o nome de igreja.
    19. Anos depois da invenção desse negócio, o dízimo de dinheiro já não era suficiente como uma doação voluntária para a igreja. Assim foi que no ano de 785 depois de CRISTO, o rei Carlos Magno, zeloso católico, criou esse dízimo[2] praticado pelas igrejas até aos dias de hoje.
    20. Pervertendo as Escrituras os líderes religiosos da idade das trevas, auxiliados pelos reis, criaram um sistema financeiro e deram a ele o nome de dízimo. Falsificaram a religião de JESUS CRISTO e a idade das trevas ainda não acabou para a maioria dos cristãos. Que não haja orgulho nessa questão, mas que humildemente haja reconhecimento do erro.
    21. A Igreja Católica, inventora do dízimo de dinheiro e do governo religioso, considerada por evangélicos como a Babilônia e o Papa como a Besta, reconheceram a falácia da criação infundada de um dízimo de dinheiro e o Papa Bento XVI extinguiu o termo “dízimos” do quinto Mandamento da Igreja. Promulgado em 28 de junho de 2005 e republicado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.
    22. Quero todo meu dinheiro de volta, pois fui iludido nesse negócio. Fizeram-me pensar que estava dando dinheiro para DEUS, mas na verdade para um empresa religiosa, para um governo de homens. Será que vão devolver o meu dinheiro para que eu possa entregar finalmente para DEUS? E os meus quinze anos de serviço fiel a essa instituição? Quem pode me devolver? E os danos morais que me causaram por todo constrangimento que passei de ser excomungado, sem contar os dolos extraoficiais frutos das más línguas, as afrontas e injúrias?!
    23. Graças a DEUS que apesar de toda injustiça praticada em nome dEle, Ele foi maior em minha vida e hoje olhando para Ele sem os óculos da religião criada pelos homens, posso afirmar que Ele é justo com Seus filhos e que no Reino dEle não há exploração e desigualdade.
    24. Te amo mais JESUS, mais que nunca. Celebro tua bondade e justiça, Rei Eterno. Somente Tu És o meu Pastor e nada me falta. Louvado sejas ó ETERNO, pois agora Vós passastes a reinar! Na minha vida foi deixado com César o que era dele, o governo deste mundo; e foi dado a Ti o governo de minha fé. Aconteceu a separação dos poderes. Aos homens os governos do mundo e a JESUS o governo da fé, o Reino dos Céus. Virás buscar o Teu rebanho e não o rebanho dos outros pastores, pois os que se apropriam de ovelhas alheias são ladrões e salteadores.
    25. Quem dera entendessem o que dissestes quando desafiado pelos líderes religiosos “Dai a César o que é de César e a DEUS o que é de DEUS.” Mateus 22:21. A cara de César ainda está no dinheiro, mas a Tua JESUS está no rosto dos homens, dos fiéis, dos pequeninos, dos esquecidos. Que os líderes religiosos deixem o poder e o domínio com os governantes desse mundo e se querem governar e exercer domínio aproveitem a democracia e reconheçam que todo governo nesse mundo é de César, mas o governo religioso pertence somente a DEUS.
    26. Quando os apóstolos pensaram em um governo religioso liderado por CRISTO e partilhado com eles, “JESUS, chamando-os para junto de Si, disse-lhes: Sabeis que os que são considerados governadores dos povos têm-nos sob seu domínio, e sobre eles os seus maiorais exercem autoridade. Mas entre vós não é assim; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos. Pois o próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.” Marcos 10:42-45.
    27. Enquanto os fariseus exerciam governo religioso sobre as pessoas, elas não puderam receber o único e verdadeiro Pastor nem entrar no Reino de DEUS e eles mesmos enquanto exercem administração religiosa não dão a DEUS o que é de DEUS. Aprisionam as pessoas a si mesmos, a sua forma de fé. A vida dos homens que confiam em sua liderança religiosa é transformada em base da pirâmide de seu governo religioso.
    28. Quando JESUS falava Reino dos Céus, é porque ele é dos Céus mesmo e não da Terra. Continuo orando “venha o Teu Reino” porque o Reino dEle está vindo, mas enquanto ele não vem é um Reino espiritual. “Interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de DEUS, Jesus lhes respondeu: Não vem o Reino de DEUS com visível aparência. Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está! Porque o reino de DEUS está dentro de vós.” Lucas 17:20-21.
    29. Quem rejeita qualquer governo religioso e faz de JESUS seu único pastor, vivendo Suas práticas de caridade, está vivendo a religião de DEUS. O que passa disso é religião de homens.

    A VELHA LEI E A NOVA LEI
    o
    A Biblia contém 66 livros, 39 no Velho Testamento e 27 no Novo.
    A Bíblia contêm dois sistemas de leis escritas, dadas por Deus a Seu
    povo através da história. A primeira lei escrita, oVelho Testamento,
    foi dada aos judeus. Esta lei é chamada de “lei de Moisés” (Ne 8:1),
    “lei de Deus” (Ne 8:18), “lei do Senhor” (Lc 2:22-24), ou simplesmente
    “a lei.” (Rm 3:9-19; 7:7; Jo 1:17; 3:9-19). A segunda lei,o Novo
    Testamento de Cristo, entrou em vigor. quando Cristo morreu na
    cruz(Hb 9:16, 17; ; Cl 2:14). 0 povo de Deus, hoje em dia, está sob
    esta lei que é mencionada como a “lei do Espírito da vida” (Rm 8:2), a
    “nova aliança” (Jr 31:31; Lc 22:20; 1 Co 11:25; 2 Co 3:6; Hb 8:8; 9:
    15), a “lei perfeita, lei da liberdade” (Tg 1:25), a “lei de Cristo” (GI 6:2;
    1 Co 9:2), ou o evangelho (Mc 16:15; Rm 1:16; 6:17).
    ORIGEM DA VELHA LEI
    o A lei do Velho Testamento foi dada no Monte Sinai (Ne 9:13; Ex19:11,18-20; Dt 3 33:2).
    o Ela foi dada através de anjos (Hb 2:2; At 7:38,53; GI 3:19).
    o Foi dada pelos anjos a Moisés (Ne 8: 14; 9:14; Jo 1: 17; 7:19).
    o Foi dada apenas aos judeus (Dt 4:1,13; 5: 1-3; Ex 19:4-6; Ne 8:
    1 ; Rm 3.1,2).
    PROPÓSITO DA VELHA LEI
    A lei do Velho Testamento foi apenas uma lei provisória para preparar o
    homem para receber uma lei superior que seria dada no futuro. Ela foi
    dada com um propósito, mas Deus não a considerava uma lei completa e
    permanente.
    o A Velha Lei era uma sombra, uma indicação da lei superior que
    viria (Hb 10:1; CI 2:16,17).
    o A Velha Lei era um aio, um auxilio para levar homem a Cristo (GI
    3:24,25).
    o A Velha Lei foi dada para expor o pecado (Rm 3:20; 7:7), pois
    Escola da Bíblia
    onde não há lei não há conhecimento do pecado (Rm 4: 15).
    o A Velha Lei preservou a promessa de Deus a Abraão (Gn 12:1-3)
    até que essa promessa pudesse ser cumprida em Cristo (GI 3:8,
    16,18,19).
    FRAQUEZAS DA VELHA LEI
    o Os sacrifícios da Velha Lei não podiam remover pecados (Hb
    10:4; 9: 15).
    o Nenhum homem podia ser justificado pela Velha Lei (At 13:39; GI
    3:11; Hb 10: 1-4; Rm 3:20,28).
    o A verdadeira justiça não podia ser obtida sob a Velha Lei de
    Moisés (GI 2:11).
    o A Velha Lei não podia dar a vida (GI 3:21,22).
    o A Velha Lei era imperfeita no sentido de que Deus jamais pre-tendeu tornar o homem perfeito perante Ele (Hb 7:18,19) Ela foisomente uma sombra (Hb 10: 1) da Nova Aliança, cuja vinda foiprometida (Jr 31:31-34).
    CANCELAMENTO DA VELHA LEI
    o Jesus veio para cumprir a Velha Lei (Mt 5: 17,18). Ele deu a Sua
    lei em cumprimento da velha lei judaica (Mt 5:21,27,33,38,43).
    o Quando Cristo morreu na cruz, a primeira e antiga lei das orde-nanças foi removida (Hb 10:9,10), foi abolida (CI 2:14; Ef 2:14-16), para que o Novo Testamento de Cristo pudesse entrar emvigor (Hb 9:16,17).
    o Os discípulos morreram para a lei dos dez mandamentos através
    da morte de Cristo (Rm 7:1-6).
    o Houve uma modificação no sacerdócio quando Jesus veio. Ele
    tornou-se o nosso sumo sacerdote (Hb 8: :1; 9:11; 2:17; portanto,
    tal modificação exigia uma mudança da Velha para a Nova Lei (Hb
    7:11-14), pois sob a Velha Lei apenas os da tribo de Levi podiam
    ser sacerdotes. Jesus pertencia à tribo de Judá.
    o A Velha Lei foi lançada fora e os discípulos estão livres do seu
    cativeiro (GI 4:21-5:1).
    o Ninguém mais pode ser justificado hoje pela Velha Lei, e todo
    aquele que tenta viver sob ela está desligado de Cristo (GI 5:1-O NOVO TESTAMENTO
    o Deus nos fala hoje através de Seu Filho (Hb 1:1,2)..
    o A graça e a verdade vieram por intermédio de Jesus (Jo 1: 17).
    o Jesus é o caminho, a verdade e a vida (Jo 14:6).
    o Os discípulos serão julgados pelas palavras de Jesus (Jo 12:48),
    que são espírito e são vida (Jo 6:63).
    o A Nova Lei de Cristo oferece uma aliança superior em compara-
    ção à Velha Lei (Hb 7:19); ela introduz esperança superior (Hb
    7:19), superiores promessas (Hb 8:6), sacrifícios superiores (Hb
    9:23), patrimônio superior (Hb 10:34), superior ressurreição (Hb
    11:35) e “sangue da aspersão superior” (Hb 12:24).
    oA superioridade da Lei de Cristo (o Novo Testamento) sobre a
    Velha Lei (o Velho Testamento) é mostrada no fato da Lei de Cristo ter
    sido dada a todas as nações (Mc 16:15), ter sido consagrada pelo
    sangue sacrificial de Cristo (1 Co 5:7; Hb 10:10, 19, 20; 1 Pe 1:19), ter
    Cristo como oferta permanente (Hb 9:28) e sumo sacerdote (Hb 8:1;
    9:11) ela salva totalmente (Hb 7:25), oferece completa remissão de
    pecados (Hb 10:17), oferece justificação (1 Co 6:11), está escrita em
    nossos corações (Rm 8:10), está capacitada a conceder uma herança
    eterna (At 20:32), contém ordenanças espirituais (Jo 6:63; 4:23, 24; Rm
    12:1,2) e foi anunciada por Jesus, o Filho de Deus (Hb 2:14).
    oTemos o Velho Testamento hoje, como um registro inspirado para
    nosso conhecimento e advertência (Rm 15:4; 1 Co 10: 11). Mas os
    homens não são mais obrigados a seguí-lo. A humanidade inteira, deste
    lado da cruz de Cristo, deve submeter-se à Lei de Cristo (Rm 6:17; Hb
    5:9; 2 Ts 1:7-9). Quem quer que procure hoje ser justificado através da
    observância da Velha Lei dada aos judeus, está desligado de Cristo e
    decaído da graça (GI 5:4). Os discípulos são justificados pela fé em
    Cristo (Rm 3:28; 5:1). Eles não se acham sob condenação porque foram
    batizados, em Cristo (Rm 6:3,4; 8: 1; GI 3:27,28).

  18. Em 2 corintios 3.14 foi encerrado por Cristo.Cristo é superior a Moisés;hebreus 8:o antigo pacto era um simbolo transitório.Cristo é mediador de um pacto melhor e eterno.o dízimo é do velho testamento.hoje nós damos ofertas voluntárias e temos que confiar na providência de Deus.e não pregar judaismo e sim a verdade.os que querem aprender é só ler em atos dos apostólos e em joão.Jesus não pediu dízimo.ao contrário a biblia diz que devemos até dividir.2 corintios9.7cada um contribua segundo propos no seu coração.é simples..obedecer Cristo!!!! M.Nadia 3126/8552

  19. Jesus é a essência de toda a escritura. Ele o verbo encarnado e vivido. Ele nunca falou sobre dízimo, porque sempre tratou do que é essencial. O coração.

    Portanto, o que o dízimo te faz pensar é que, se você não dá aqueles 10%, você tá roubando dele. Essa ai já é um texto isolado. De fato, o que Jesus pregou é, dê Tudo, ou seja, tire seu coração do dinheiro, das riquezas, porque você não pode servir a Deus e mamon.

    Jesus pregou generosidade. De fato, é que, se eu não der o dízimo, mas sempre ofertar, não apenas na igreja mas as pessoas também, eu já prático e mostro que não tenho meu coração nisso.

    O que uma pessoa me disse um certo dia a respeito disso foi: “Se o dízimo não for obrigatório pra mim, eu não vou conseguir conta de dar”

    É nisso que se perde a essência, que é o coração. Ou seja, ele dá o dízimo por medo, e não por amor a Deus.

  20. Porque sempre que Jesus falava de dízimo na bíblia, era para criticar os dizimistas fieis ?

    Sabe o que Jesus disse desse Judeu que era fiel nos dízimos? Lucas 18:12

    E o que Jesus disse desses que também eram fieis nos dízimos? Mateus 23:23

    Sabe qual é a importancia do dízimo ? Jesus comparou o dízimo a um mosquitinho. Mateus 23:24

    Errado é fazer do dízimo uma condição para que Deus abençoe, como se Deus medisse as bençãos conforme sua fidelidade no dízimo, e assim colocam o dízimo como uma das coisas mais importantes, quando na verdade Jesus deixou bem claro que não é.

    Porque os religiosos dão mais importancia a fidelidade no dízimo, do que Jesus deu ?

    Procure as passagens em que Jesus fala sobre dízimo, e responda: quantas vezes a fala foi para criticar os religiosos que eram fieis nos dízimos, e quantas vezes Jesus deu importancia aos dízimos?

    As igrejas estão indo além do evangelho que os discipulos anunciaram, fazendo do dízimo uma das mais importantes condições para ser abençoado. Gálatas 1:8

  21. Fariseus, hipócritas porque será?

    Mateus 23
    23 Ai de vós, escribas e (fariseus, hipócritas)! Porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas.
    24 Guias cegos! Que coais um mosquito (dízimo), e engolis um camelo (as demais coisas).
    Lucas 18
    9 Propôs também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros:
    10 Dois homens subiram ao templo para orar; um (fariseu), e o outro publicano.
    11 (O fariseu), de pé, assim orava consigo mesmo: ó Deus, graças te dou que não sou como os demais homens, roubadores, injustos, adúlteros, nem ainda com este (publicano).
    12 Jejuo duas vezes na semana, e dou o (dízimo de tudo quanto ganho).
    13 Mas o (publicano), estando em pé de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: ó Deus, (sê propício a mim, o pecador)!
    14 Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que a si mesmo se exaltar será humilhado; mas o que a si mesmo se humilhar será exaltado. (Cadê o dízimista?)
    Mateus 17
    24 Tendo eles chegado a Cafarnaum, aproximaram-se de Pedro os que cobravam as didracmas, e lhe perguntaram: O vosso mestre não paga as didracmas?
    25 Disse ele: Sim. Ao entrar Pedro em casa, Jesus se lhe antecipou, perguntando: Que te parece, Simão? De quem cobram os reis da terra (imposto ou tributo)? dos seus filhos, ou dos alheios?
    26 Quando ele respondeu: Dos alheios, disse-lhe Jesus: Logo,são isentos os filhos. (Hoje somos) filhos!)
    27 Mas, para que não os (escandalizemos), vai ao mar, lança o anzol, tira o primeiro peixe que subir e, abrindo-lhe a boca, encontrarás um estáter; toma-o, e dá-lho por mim e por ti.
    Significado de Dízimo. adj. A décima parte.
    (Imposto) que consistia no pagamento, à igreja ou à nobreza, da décima parte dos frutos colhidos.
    P. ext. (Imposto, tributo).
    (hi. pó.cri.ta) a2g.
    1 Que simula ter uma qualidade ou sentimento que não tem, ou finge ser verdadeira alguma coisa (sabendo que não o é); FINGIDO; FALSO.
    (fa.ri. seu)
    a.
    1 Que aparenta falsa honestidade
    2 Rel. Ref. a seita judaica existente no séc. II a.C., cuja observância das prescrições religiosas era rigorosa
    3 Que segue uma religião de modo formalista
    4 Fig. Que se mostra ou se comporta de modo orgulhoso ou hipócrita
    sm.
    5 Pessoa que procura aparentar uma honestidade que não possui
    6 Rel. Membro de uma seita judaica do séc. II a.C. que se caracterizava pela rigorosa observância dos prescrições religiosas [Os seguidores desta seita foram acusados pelos evangelistas de serem formalistas e hipócritas.]
    7 P.ext. Indivíduo que segue uma religião de modo formalista
    8 Fig. P.ext. Indivíduo orgulhoso ou hipócrita
    [ Fem.: fariseia]
    [F.: Do aramaico perisajja, pelo gr. pharisaios, pelo lat. pharisaeus.]

    Hebreus 7
    5 E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a (lei), de tomar os dízimos do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que estes também tenham saído dos lombos de Abraão;
    9 E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos,
    10 porquanto ele estava ainda nos lombos de seu pai quando Melquisedeque saiu ao encontro deste.
    11 De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (pois sob este o povo recebeu a lei), (que lei o povo recebeu? Não foi a lei do dízimo?), que necessidade havia ainda de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e que não fosse contado segundo a ordem de Arão?
    12 Pois, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da (lei).
    13 Porque aquele, de quem estas coisas se dizem, pertence a outra tribo, da qual ninguém ainda serviu ao altar,
    14 visto ser manifesto que nosso Senhor procedeu de Judá, tribo da qual Moisés nada falou acerca de sacerdotes.
    15 E ainda muito mais manifesto é isto, se à semelhança de Melquisedeque se levanta outro sacerdote,
    16 que não foi feito conforme a lei de um mandamento carnal, mas segundo o poder duma vida indissolúvel.
    17 Porque dele assim se testifica: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque.
    18 Pois, com efeito, o mandamento anterior é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade
    19 (pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou), e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual nos aproximamos de Deus.

    O pai

    NÚMEROS 15
    1 Depois disse o Senhor a Moisés:
    2 Fala aos filhos de Israel e díze-lhes: Quando entrardes na terra da vossa habitação, que eu vos hei de dar,
    3 e ao Senhor fizerdes, do gado eu do rebanho, oferta queimada, holocausto ou sacrifício, para cumprir um voto, ou como oferta voluntária, para fazer nas vossos festas fixas um cheiro suave ao Senhor,
    O filho
    Hebreus 10
    5 Pelo que, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, mas um corpo me preparaste;
    6 não te deleitaste em holocaustos e oblações pelo pecado.
    7 Então eu disse: Eis-me aqui (no rol do livro está escrito de mim) para fazer, ó Deus, a tua vontade.
    8 Tendo dito acima: Sacrifício e ofertas e holocaustos e oblações pelo pecado não quiseste, nem neles te deleitaste (os quais se oferecem segundo a lei);
    9 agora disse: Eis-me aqui, o Deus para fazer a tua vontade. Tira o primeiro, para estabelecer o segundo. (Segundo o que)?
    10 É nessa vontade dele que temos sido santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez para sempre.

    Hebreus 13
    9 Não vos deixeis levar por doutrinas várias e estranhas; porque bom é que o coração se fortifique com a graça, e não com alimentos, que não trouxeram proveito algum aos que com eles se preocuparam.
    10 Temos um altar, do qual não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo.

    Números 18
    21 Eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo serviço que prestam, o serviço da tenda da revelação.
    24 Porque os dízimos que os filhos de Israel oferecerem ao Senhor em oferta alçada, eu os tenho dado por herança aos levitas; porquanto eu lhes disse que nenhuma herança teriam entre os filhos de Israel.

    20 Disse também o Senhor a Arão: Na sua terra herança nenhuma terás, e no meio deles nenhuma porção terás; eu sou a tua porção e a tua herança entre os filhos de Israel.

    •ROMANOS (cap. 4)•
    14 Pois, se os que são da lei são herdeiros, logo a fé é vã e a promessa é anulada.
    •GÁLATAS (cap. 4)•
    7 Portanto já não és mais servo, mas filho; e se és filho, és também herdeiro por Deus.
    Quem recebia dízimos e ofertas não tinha herança, e ai???????????????????????????????
    Por: José Paulo Pedro de lima

  22. vejamos abraao deu o dizimo , que dizimo se não havia lei e o sistema sacerdotal era patriarcal ou seja assim como melquisedeque era sacerdote abraao tambem era, adiferença é que um era rei e o outro nao.entao o dizimo dado por abraao era o dizimo do rei e nao o dizimo levita ver 1 samuel 08.quando cristo disse em mateus 23;23 ele estava vivendo de acordo com a antiga aliança , na nova aliança nao existe dizimo ,sim , oferta voluntarias de acordo oque lhe propor o coraçao. tudop para Deus e feito por amor e de forma voluntaria ,por quer so o cargo de pastor tem que ser pago os outros nao . se todos trabalham para a salvaçao de almas.

  23. Entregar o dízimo ou não em nossas igrejas?

    Acredito que quando Abrão deu o dízimo de tudo, ele já havia entendido algo que muitos de nós não queremos entender. Quando se entende, que é de Deus que recebemos o que não temos, uma palavra passa a fazer parte da nossa vida: GRATIDÃO!
    A medida que Abraão fazia a caminha pra qual Deus lhe havia chamado, ele fazia algo que me impressiona, edficava um altar a Deus. Isso siginifica que o patriarca reconhecia em Deus alguem que poderia suprir sua necessidade durante a trajetória para a terra que Deus o mostraria. Abraão entendeu tanto isso que ofereceu seu filho em sacrifício, muito mais que um ato reliogioso da época, era sinal de sua fé ; que acreditava, que ainda que o menino estivesse morto, Deus era poderoso pra fazê-lo ressurgir das cinzas.
    Mamon exige adoração e quando não temos vida de gratidão e entendemos que não precisamos devolver um quantia de 10% do que ganhamos, é sinal de que temos levantado altar a Mamon e não ao nosso pastor que supre a nossa necessidade.
    Os que não conseguem entregar 10% do que ganha, conseguiria dividir (50% de tudo o que tem)? Assim como os cristãos da igreja primitiva.
    A questão aqui não é valor, a questão é gratidão!

    Todos entedemos que o capitalismo entrou na igreja (quanto mais, melhor), cabe a nós termos atitude cristãos e compartilhar o que nos foi dado para administrar.
    “todas as nossas fontes estão em Deus”

  24. Quando eu recebi A pessoa do Senhor Jesus Cristo, eu me deparei primeiro com muitos religiosos: Primeiro um adventista;segundo, um testemunha de jeova,terceiro um presbiteriano e quarto ,um mormon.Foi uma luta terrivel da minha carne porque cada um tinha um conceito diferente e eu não tinha muito conhecimento do assunto,mas só que eu havia antes da minha conversão estudada cada uma dessas doutrinas e então fui falar com quem me converteu,Espirito Santo De Deus e ainda bem ,pois algumas destas verdades não fazem parte do verdadeiro ensino hoje para mim,pois o Senhor me disse que eu guardasse o que tinha e guardei e avancei.No tocante ao Dizimo,eu sou livre desta farsa,mas como bom cristão ,eu oferto ,pois é biblico ofertar e tabém não sou avarento.Temos que manter a congregação e outra não presciso de argumento para não dar nada ,pois Deus conhece o meu coração.o que é inaceitavél é o homem de Deus esconder a verdade e isto é pecado,sei que tenho falhas ,pois a minha carne ainda não se converteu ,mas ese pecado de esconder a verdade para beneficio próprio eu não levarei e outra tenho um chamado de Deus e ainda que eu não pregue ou chegue no meio de grandes homens que arrematam multido~es,procurarei pregar o verdadeiro evangelho e não vou me preoculpar pois o que eu almejo é o arrebatamento e a vida eterna.As escrituras sagradas dizem que aquele que crer em cristo ,dele fruirão aguas vivas.joão 4:14.Quem ainda não tem revelação leia: Tiago 1:5,6;17.So o senhor Jesus Cristo é digno de toda honra e glória para todo o sempre amém.

  25. Boa Tarde,

    Dizimar mais, ou seja, 40% do salário por exemplo, isso faz com que o dizimista receba mais benção do que aquele que dizima 10% ?

    Att,

    Wanderson André
    Membro, Igreja Metodista Wesleyana

  26. na Bíblia fala em 10% igreja aqui onde eu moro pede 40% do salário e se não dé está pecando e é proibido de cear.

  27. e uma pena ver tantas pessoas enganadas por esses lideres religiosos que chegam a ponto de pedir ate tridizemo eo caso do valdomiro que se diz ser de deus sera que e impossivel ver uma igreja buscando realmente adeus ? uma coisa eu sei sai dessas igrejas mais da fe em jesus jamais ate quando vamos ver tudo isso e nao fazer ulguma coisa ai vc diz fazer o que tenho que dar tudo senao o devorador acaba comigo o os pastores que nao querem trabahlar deitam e rolam.

  28. As diferenças estão no que podemos ver, ouvir, e entender. Se vemos a obra de Deus como essa pulverização igreijeira, mantendo as tradições da lei, na verdade só as convenientes, então, o dízimo é uma coisa legal. Mas se vemos a obra de Deus na pessoa de Jesus, na forma de vida que Ele apresentou para Deus aos homens, então dízimo é outra coisa, menos dar dez por cento do salário, que é digno do trabalhador, para sustentar os negociadores da fé.
    Como os discípulos, eu acredito no auxílio aos necessitados, e não na gordura dos pastores.
    Sou cristão, e sou dizimista da vida, da verdade, do caminho do amor.

  29. Olá, o dízimo é obrigatório, porque não damos o dízimo e sim entregamos a Deus o que é dEle. Ele faz muito mais por nós. E sua palavra é muito clara quanto ao dízimo e as ofertas alçadas. Leia essa matéria: http://twixar.com/5ZSK7geNG
    Espero ter ajudado!
    Ficam com Deus
    Bjo

    • Andressa concordo com você pois vejo uma grande sinceridade em seu coração através de sua colocação, já pensei assim como você e também defendia tudo aquilo que foi me ensinado, mas orei a Deus e pesquisei e vi que não é bem assim, nem todos aqueles que confiamos para receber ensinamentos, nem sempre estão preparados ou bem intencionados em nos ensinar.

  30. ademir
    Dízimo – Dizimista
    “DÍZIMO, a maldição da LEI na GRAÇA”.
    “(Romanos 3:5) – E, se a nossa injustiça for causa da justiça de Deus, que diremos? Porventura será Deus injusto, trazendo ira sobre nós?” (Falo como homem).
    Observação: Porque o justo está mendigando o pão, o justo está enfermo, o justo está oprimido, Deus pode mentir?
    Confira: “(Salmos 37:25) – Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão”.
    “Lucas 11.52 – Ai de vós doutores da lei, que tirastes a chave da ciência! Vós mesmos não entrastes e impedistes os que entravam”.
    “1ª João 2.21… Porque nenhuma mentira vem da verdade”.
    “Tu, pois, que ensinas a outro, não te ensinas a ti mesmo?” (Romanos 2.21).
    INTRODUÇÃO: Há dois concertos no evangelho, a lei dada por Moisés e a graça trazida por Jesus, a primeira (a lei) imposta por Deus aos pecadores injustos e que foi abolida por Cristo, a segunda (a graça) dada gratuitamente aos homens que aceitaram a justiça de Deus somente pela fé em Jesus Cristo. “Uma não pode conviver com a outra senão quebra o concerto e anula as promessas que é somente pela fé”. “Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados” (2 Corintios 13.5).
    Observação: A justiça do homem e a de Deus – “E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus, pela fé” “Filipenses 3.9 – a justiça de Deus não é pela lei e sim somente pela fé”.
    “Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei segue-se que Cristo morreu debalde (em vão) (Galatas 2.21) – A lei anula o sacrifício de Cristo”.
    “Mas agora se manifestou, sem a lei a justiça de Deus,… isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo” (Romanos 3.21,22).
    “Porque o fim da lei é Cristo para a justiça de todo aquele que crê” (Romanos 10.4).
    I-) Jesus tirou toda a lei: “Porque o precedente mandamento é ab-rogado (anulado) por causa da sua fraqueza e inutilidade” (Hebreus 7.18).
    “Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças…” (Efésios 2.15) – os mandamentos eram inimizade de Deus contra Israel, pois não temiam a Deus; Abraão não viveu debaixo de mandamentos, pois, eles (os mandamentos) foram impostos mil anos depois dele.
    “Havendo riscado a cédula que era contra nós, nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira era contraria, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz” (Colossenses 2.14).
    Observação: Ordenança = Lei, ordem, obrigação.
    “Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido”. (2 Corintios 3.14) – veja, Jesus tirou os mandamentos, e não há contradição quando diz: “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim ab-rogar (tirar), mas cumprir” (Mateus 5.17).
    – Jesus falava dEle, pois cumpriu toda a lei por nós, é impossível cumpri-la, são mais de 600 (seiscentas) leis, só Deus pôde cumpri-las.
    Observação: Quem usa a lei entra em maldição, pois chama Deus de mentiroso, pois ele afirmou que é impossível para o homem cumpri-la, veja: “Todos aqueles pois que são das obras da lei estão debaixo da maldição, porque escrito está: maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las (Galatas 3.10). “…conforme a mais severa seita da nossa religião vivi fariseu” (Atos 26.5). – Os judeus viveram e vivem dentro de uma seita e na lei, é maldição.
    Observação: Usar qualquer lei é maldição, pois Cristo veio para cumprir toda a lei que para o homem era impossível. Se usar uma tem que cumprir as mais de 600 leis existentes no Antigo Testamento, vejamos:
    “Eis que eu, Paulo, vos digo, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará e, de novo, protesto a todo homem que se deixa circuncidar que está obrigado a guardar toda a lei” (Galatas 5.2,3).
    “Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da Graça tendes caído” (Gálatas 5.4).
    “Porque qualquer que guardar toda a lei e tropeçar em um só ponto tornou-se culpado de todos” (Tiago 2.10).
    Observação: Ao usar a lei o homem nega a Cristo, pois, ele veio para tirá-la, chama Deus de mentiroso, pois Ele afirmou que é impossível para o homem cumpri-la, quebra o concerto que é somente pela fé em Jesus Cristo, sem as obras da lei. Hoje a igreja-denominacional está levando a crença em Cristo a maldição, pois usa a lei do dízimo (lei cerimonial), o dízimo era entregue ao sacerdote para o seu alimento e sustento dos sacrifícios, se justificavam nele, Cristo fez o último sacrifício nos justificando. A obra de Deus é crer que estamos justificados pela fé naquele em que Deus enviou.
    “Sabendo isto: que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos…” (I Timóteo 1.9).
    “Porque, se a herança provém da lei, já não provém da promessa; mas Deus, pela promessa, a deu gratuitamente a Abraão” (Gálatas 3.18).
    “Pois, se os que são da lei são herdeiros, logo a fé é vã e a promessa é aniquilada” (Romanos 4.14). – Esses dois versículos acima afirmam que se pudesse usar a lei para alcançar as promessas e a justificação, seria inútil a vinda de Cristo. Este é o motivo da pobreza, das doenças, e das maldições nos crentes, pois estão fora do descanso de Deus, isto é, fora da Graça.
    Observação: O Pentateuco são os cinco livros do judeu, onde se encontram as leis de Moisés impostas por causa do pecado que não se pode usar na Graça, são eles: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, e Deuteronômio, vejam bem, são as leis e os mandamentos que não se pode usar, e não o conhecimento contido neles.
    I-) O Dízimo: Está nos cinco livros da lei de Moisés, portanto é lei! Dizer que o dízimo usado por Abraão (que ainda era pecador) não é da lei, é um engano ou astúcia, pois o pecado já existia e a lei veio por causa dele (o pecado de Adão). A lei veio apontar o pecado, veja:
    “Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe” (Salmos 51.5).
    Dizimar – Lançar imposto de dízima sobre; desfalcar, diminuir, arruinar – Dicionário Silveira Bueno.
    No tempo antigo, as nações que eram dominadas por seus inimigos ficavam sob imposto, as dízimas se refere à obrigação que não pode ser quebrada, um jugo referente à escravidão. Os Assírios colocavam as nações dominadas sob imposto e as que não cumpriam passavam esse país a fogo e a sangue.
    Jesus afirma em (Mateus 17.24-26) que os que pagam imposto não são filhos, veja:
    “… que te parece Simão? De quem cobram os reis da terra os tributos ou os impostos? Dos seus filhos ou dos alheios? Disse-lhe Pedro: dos alheios. Disse-lhe Jesus: Logo, estão livres os filhos”. (veja que os mandamentos foram dados a Moisés para que o povo temesse a Deus e por causa do pecado eram inimigos de Deus, por isso ficaram sob imposto, não eram filhos).
    Observação: A maioria dos teólogos contradiz as Escrituras Sagradas, uns por ignorância da palavra de Deus, outros por astúcia, tendo o pretexto maligno de usar injustamente o dízimo (da lei cerimonial) que era obrigação para os judeus colocando-o indevidamente na graça quebrando o concerto, pois a obra do Senhor é voluntária, mudando a verdade de Deus em mentira, como se o dízimo não estivesse na lei, mas Jesus tirou toda a lei rasgando a cédula do velho testamento, escrevendo-a nas tábuas do nosso coração.
    “Porque este é o concerto que, depois daqueles dias, farei com a casa de Israel, diz o Senhor: porei as minhas leis no seu entendimento e em seu coração as escrevereis; e Eu lhes serei por Deus, e eles me serão por povo” (Hebreus 8.10).
    “Então, disse: Eis aqui venho, para fazer, ó Deus, a tua vontade. Tira o primeiro (a lei), para estabelecer o segundo (a Graça)” (Hebreus 10.9).
    “Dando nisso a entender o Espírito Santo que ainda o caminho do santuário não estava descoberto, enquanto se conservava em pé o primeiro tabernáculo (concerto) (Hebreus 9.8) – Veja que se usar a lei nega-se a crucificação e a ressurreição de Cristo, a lei diz: Pague, a Graça diz: Está Tudo Pago! (João 19:28-29; Colossenses 1:9 a 14; Hebreus 5:1 a 10:39).
    A Lei Cerimonial Regulamentava Toda a Prática do Culto e da Adoração (Levítico 16)
    DIREITOS DOS LEVITAS E DOS SACERDOTES:
    (Deuteronômio 18: (1) – “OS sacerdotes levitas, toda a tribo de Levi, não terão parte nem herança com Israel; das ofertas queimadas do SENHOR e da sua herança comerão. (2) – Por isso não terão herança no meio de seus irmãos; o SENHOR é a sua herança, como lhes tem dito. (3) – Este, pois, será o direito dos sacerdotes, a receber do povo, dos que oferecerem sacrifício, seja boi ou gado miúdo; que darão ao sacerdote a espádua e as queixadas e o bucho. (4) – Dar-lhe-ás as primícias do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e as primícias da tosquia das tuas ovelhas. (5) – Porque o SENHOR teu Deus o escolheu de todas as tuas tribos, para que assista e sirva no nome do SENHOR, ele e seus filhos, todos os dias. (6) – E, quando chegar um levita de alguma das tuas portas, de todo o Israel, onde habitar; e vier com todo o desejo da sua alma ao lugar que o SENHOR escolheu; (7) – E servir no nome do SENHOR seu Deus, como também todos os seus irmãos, os levitas, que assistem ali perante o SENHOR, (8) – Igual porção comerão, além das vendas do seu patrimônio”.
    Dízimo na lei: (Deuteronômio 26.12) “Quando acabares de dizimar todos os dízimos da tua novidade, no ano terceiro…” – Veja que os judeus guardavam anos e o apóstolo Paulo condenou isto: “Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós que haja eu trabalhado em vão para convosco” (Gálatas 4.10,11). Em Deuteronômio 26.13… Conforme todos os teus mandamentos… (foi abolido por Cristo).
    Em Deuteronômio 14.22, 23, 29, o dízimo recolhido na lei a cada ano para ser levado de 3 em 3 anos, era mandamento, uma ordem para que eles aprendessem a temer ao Senhor, veja, estavam sendo ensinados, corrigidos, era um castigo, veja:
    “Certamente darás os dízimos… que a cada ano recolher do campo”… “Para que aprendas a temer ao Senhor”. – Os vejamos não temiam a Deus, era uma correção, um castigo.
    Em Números 18.9, fala dos deveres e direitos dos sacerdotes e levitas da lei e estão incluídos os dízimos e primícias para a administração da tenda da congregação da lei e era estatuto perpétuo enquanto a lei não fosse desfeita com a crucificação de Cristo, veja: Números 8.9, fala com os sacerdotes e levitas: “… elas serão coisas santíssimas para ti (dízimos e primícias)…”; “Toda coisa consagrada em Israel será tua” (Números 14:18) … “Na sua terra possessão nenhuma terás” (Números 18:20; Ezequiel 44:29-30).
    Veja tudo na lei cerimonial.
    O dízimo era costume humano: Quando os israelitas pediram rei e príncipes no lugar de serem guiados por Deus, o Senhor os advertiu que seriam tratados como bastardos, e não como filhos, vejamos: (1 Samuel 8.1-18) “… declara-lhe qual será o costume do rei que houver de reinar sobre ele (sobre o povo)… e as vossas sementes e as vossas vinhas dizimará… Então, naquele dia, clamareis por causa do vosso rei, mas o Senhor não vos ouvirá naquele dia”.
    Observação: A lei e os mandamentos vieram por causa das transgressões, ofensas e incredulidade, Deus colocou o dízimo para tratar os judeus como um povo que não era seu, era um castigo que eles não obedeceram.
    “Não vos deu Moisés a lei? E nenhum de vós observa a lei…” (João 7.19).
    “… como não permaneceram naquele meu concerto, eu para eles não atentei, diz o Senhor” (Hebreus 8.9).
    Sobre Abraão: Abraão quando foi justificado pela fé nunca mais dizimou, mudou de nome, sendo chamado de Abraão, nascendo de novo; Em Hebreus 7.5 o pregador afirma que o dízimo era tomado segundo a lei e não segundo a Graça, e na parte “b” ele isenta Abraão de fazer o mesmo que os filhos de Levi que iam viver em pecado na lei.
    “E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio tem ordem segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham descendido de Abraão” (Hebreus 7.5).
    Observação: Veja que a palavra “ainda” é de separação de não fazer o mesmo que os pecadores da lei. Em (Romanos 4.1-5), Paulo afirma que Abraão não era justo quando dizimou: “Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem que se gloriar, mas não diante de Deus” – “E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem (pecadores)” (Hebreus 7.8) – “Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas sim é Deus de vivos, por isso vós errais muito” (Marcos 12.27).
    Sobre Malaquias: Um profeta da lei, uma pregação estranha à graça, feita á 500 anos a.C. na saída do povo judeu de Babilônia e dirigida escatologicamente aos sacerdotes da lei que roubavam a Deus, eram fracos, mortais e estavam debaixo do pecado; hoje o nosso sacerdote é Cristo, imortal no céu, não pode roubar a Ele mesmo e não profetizou a si mesmo, essa pregação não cabe na graça, é uma mentira do diabo na igreja que nega a Cristo, transformando-o em sacerdote de pecado. Em Malaquias 3.6, o Senhor fala com Jacó que na Bíblia representa os judeus e não os crentes, e falava do dízimo.
    “Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é, porventura, Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma. Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor. Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus” (Gálatas 2.17-19).
    Deus critica os judeus por dizimar e sacrificar: Era coisa humana, pecado por falta de fé e não era vontade de Deus, essas coisas O desagradavam:
    “Vinde á Betel e transgredi; á Gilgal, e multiplicai as transgressões; e cada manhã, trazei os vossos sacrifícios e, de três em três dias os vossos dízimos…” (Amós 4.4).
    “Por isso, também vos dei limpeza de dentes em todas as vossas cidades e falta de pão em todos os vossos lugares, contudo, não vos convertestes a Mim, disse o Senhor” (Amós 4.6).
    “Porque nunca falei a vossos pais, no dia em vos tirei da terra do Egito, nem lhes ordenei coisa alguma a cerca de holocaustos e sacrifícios” (Jeremias 7.22) – “Porque disso gostais, ó filhos de Israel…” (Amós 4.5).
    Pregações malignas na Graça:
    Eles dizem: – O dízimo é bíblico! Mas bíblico é tudo o que está na Bíblia. O sábado e o sacrifício são também bíblicos, só que, na lei e não na Graça assim como o dízimo também, por ser da lei é uma maldição.
    Eles dizem: Em (Mateus 23:23) – Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.
    Jesus apoiou o dízimo. – Mas na verdade Jesus exortava aos judeus, porque ainda estavam no tempo da lei, assim como, Jesus mesmo estava e não cumpriam a lei, veja:
    “Mas, vindo à plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei” (Gálatas 4.4).
    Eles dizem: – O dízimo é santo! Mas o dízimo era santo na lei cerimonial porque era consagrado a Deus para o sacrifício e só podia ser usado dentro do tabernáculo da lei e não podia ser usado fora do templo como hoje se usa indevidamente negando a Cristo, isto não é a obra de Deus na Graça! (Hebreus 13:9 a 16).
    Eles dizem: – Porque mais bem aventurado é dar do que receber! Mas isto foi ensinado aos apóstolos e não para as ovelhas, Paulo dizia aí: “De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem a veste” (Atos 20:31-35).
    Eles dizem: – Fazei prova com Deus! – Mas Deus disse: “Fazei prova de Mim,” “INCRÉDULOS!” Sabe por quê?
    “Pede-me, e Eu te darei as nações por herança e os confins da terra por tua possessão” (Salmos 2.8).
    “Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis TUDO o que quiserdes, e vos será feito” (João 15.7) – Ser fiel é obedecer ao concerto vigente, somente pela fé em Cristo sem a lei * (1 Samuel 15:22) – Porém Samuel disse: “Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros”.
    Observação: Toda religião ou seita usa a Bíblia por causa de Malaquias para tirar dízimo do povo, só que isto anula o sacrifício de Cristo e torna o homem infiel, pois Malaquias não é da graça e Jesus nunca falou sobre ele, esqueceu?
    Conclusão: A visão da igreja hoje é triste e desoladora, reunir multidões oprimidas (que nunca se libertam) pobre, sem fé, doente, dando testemunhos falsos, com ministérios divididos, com profecias falsas, mentirosas, no espiritismo, na carne como as outras religiões de nada há de proveito para o povo, usar a lei na Graça é negar a salvação, usar prosélitos como: Copo de água, fogueira santa, voto, corrente, campanhas, primícias que Jesus condenou é negar a vinda do Consolador que diz: “E tudo o que pedirdes na oração, crendo o recebereis; Até agora, nada pediste em Meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria se cumpra” (Mateus 21.22; João16:24). – O sangue dos desviados que morreram por isso tudo está nas mãos desses doutores da lei. – “… se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo” (Gálatas 1.10 b) “… honraram e serviram mais a criatura do que o Criador…” (Romanos 1.25) – “Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulentamente” (Jeremias 48.10) “… pela lei vem o conhecimento do pecado” (Romanos 3:(20) – Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque PELA LEI VEM o conhecimento do pecado.
    – Ao conhecer a verdade não há mais desculpa nos tornamos transgressores ao desobedecer aos ensinos do Senhor Jesus, é levar o Seu sacrifício ao vitupério (Hebreus 6:6).
    (à ignomínia, O autor sagrado lembra aqui a dor e o tratamento rude e ignominioso que Jesus sofreu, quando foi sujeitado às crueldades de homens ímpios e desvairado).
    (Romanos 15:1 a 13); (Efésios 5:1 a 17); (Hebreus 5:11 a 6:20).
    Adicionais; a lei que jesus veio cumprir, lucas 24:44
    Apostolo Paulo não era rico (1 corintios 4:11
    Paulo não vivia do dinheiro da igreja!!! Atos (20;34) (2corintios 12;14

  31. Pingback: Versículo do dia - Umas dúvidas, pensamentos íntimos

  32. Quando se tem neste importante veículo várias idéias e posicionamentos sobre esse e aquele Tema. Me vem a mente que, maravilhoso é o direito constitucional de emitir opinião sem anonimato (art. 5º incisos IV e IX do Titulo II). Daí, lhes convido ─ ao dono do Blog e leitores do mesmo ─, a ler o meu Blog: O DÍZIMO, A BÍBLIA E A ERA DA GRAÇA, endereço ─ http://www.odizimoabibliaegraca.blogspot.com sobre o assunto.
    Atenciosamente JORGE VIDAL

  33. o Espírito Santo não serve mais, nem sequer para manter a obra de Deus, quem da´conta de tudo é o dinheiro, que pena. Jogam fora quem tudo pode.

  34. Olá, a paz!

    O seu conceito é interessante – porém – é possível aprofundar um pouco mais nos dispositivos bíblicos, teológico e histórico.

    Porquanto, se a “Lei” pendura ainda sob os nossos dias – e querendo eu realizar o dízimo – com que autoridade posso mudar a (Lei do Senhor) e direcioná-lo para um outro lugar sendo que não existe mais o Santo Templo em Jerusalém?

    E o que pensar quando disse Paulo: “Pois quem guardar os preceitos da Lei, mas faltar em um só ponto, tornar-se-á culpado de toda ela.” (Tiago 2.10)

    Ou melhor, veja: “Todos aqueles, pois, que são das obras da LEI estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da LEI, para fazê-las. E é evidente que pela LEI ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé.” (Gálatas 3.10-11)

    Então, com razão, Cristo puxou a orelha dos fariseus de plantão que só queriam guardar a LEI “pela metade” em Mateus 23.23.

    E se a ídeia é voltar ao que foi feito por Abrão e Jacó antes da Lei, então vão que dar o dízimo de TUDO e ser VOLUNTÁRIO – ainda estou pra ver alguém dar o dizimo de TUDO e seguir a risca esse modelo bíblico dos patriarcas (se é pra seguir o comportamento dos santos no AT – e não o que Cristo deixou – que sigam na totalidade e não modifique a regra visando somente a renda financeira).

    Ademais, gostaria de convidar o autor e o(s) amigo(s) a ler um TCC acadêmico/teológico sobre o “dízimo” que está postado no site [ http://www.reformaja.org ] no link “arquivos”: A sombra do Templo no Dízimo e na Igreja.

    Também acreditamos que o material produzido faça parte do vosso ambiente de estudo e análise. Por esta razão, leia a pesquisa até o fim se for possível, pois o desenvolvimento do texto é realmente desafiador.

    Um abraço!

  35. Gostaria de saber como os pastores encontram com Deus para LHE dar os dizimos,sendo assim me dê o endereço que eu mesmo entrego nas mãos de DEUS.Se os fariseus eram hipócritas,quais os atributos dos pastores de hoje?Não vejo obras sociais,amor ao próximo,amor entre irmãos,solidariedade,enriquecimento de alguns que não posso falar,né?Tem gente que tem avião,fazenda,jet ski,etc.Será que os bens destes também tem o nome de deus?Meu avião chama deus,etc.No meu entendimento igreja é local e comunitária e não denominacional.Tem irmão que tem carro importado e outro nem uma fatia de pão,esquisito estes cristãos/!.O melhor cristão é o que dá o dizimo maior,…por aí a fora.

  36. Acredito que o que serve pra igreja’ formada por judeus e gentios’são os ensinamentos de Jesus,e em nenhum momento Jesus ensinou para os discípulos que deveriam dar o dízimo, em Mt 23.23 Ele não está ensinando nada e sim criticando os farizeus. Mas em todos os evangelhos se ver Jesus ensinando aos discípulos sobre o juízo, a misericórdia e a fé. Por tanto acredito, segundo meus conhecimentos, que se eu me proponho em dar 10% de minha renda para o serviço da igreja devo fazê-lo consciente de que se for só uma ou quantas vezes eu desejar, não serei punida por Deus como era com o povo de Israel, pois como você mesmo afirma Abraão deu o dízimo antes da lei existir, e não foi uma atitude de obediência e sim uma atitude voluntária, também não se ver a descendência de Abraão tendo a mesma atitude como ordenança, somente Jacó séculos depois novamente em uma atitude voluntária fez voto de ser dizimista. Agora a oferta sim tem base tanto no A.T quanto no N.T.

  37. Graça e paz, para todos que acompanham esse site : meu nome é francisco de Assis
    sou um cristão. tentando mostra a verdade que é omissa por muitos ensinadores da palavra.
    vivi enganado mais graças a misericórdia de Deus hoje meus olhos abriram para a verdade
    esse versículos que muitos usam ,é uma desculpa para continuar tomando dinheiro do povo.
    dizimo faz parte da velha aliança gálatas 2 ;16 vivo a nova aliança em cristo João 13.34
    por que o fim da lei é cristo Romanos 10,4 já em relação dizimo e oferta usam o texto que fala que
    abraão deu o dizimo e moisés mais se lermos corretamento a palavra, vamos ver que eles deram de coração e não como eles fazem nas Igrejas, ameaçando o povo dizem também que se não dizimar estão debaixo de maldição, mais não sabem quem estão são eles Gálatas 3.10
    usam também Matheus 23.23 jesus era judeus Gálatas4.4 – 2 corintios 9,7 contribua cada um conforme o seu coração. não se deixe levar por falsos ensinadores Romanos 16;18 Amém que Deus abençoe a todos vigiai eles enganarão até os escolhidos.

  38. Graça e paz, para todos que acompanham esse site : meu nome é francisco de Assis
    sou um cristão. tentando mostra a verdade que é omissa por muitos ensinadores da palavra.
    vivi enganado mais graças a misericórdia de Deus hoje meus olhos abriram para a verdade
    esse versículos que muitos usam ,é uma desculpa para continuar tomando dinheiro do povo.
    dizimo faz parte da velha aliança gálatas 2 ;16 vivo a nova aliança em cristo João 13.34
    por que o fim da lei é cristo Romanos 10,4 já em relação dizimo e oferta usam o texto que fala que
    abraão deu o dizimo e jacó mais se lermos corretamento a palavra, vamos ver que eles deram de coração e não como eles fazem nas Igrejas, ameaçando o povo dizem também que se não dizimar estão debaixo de maldição, mais não sabem quem estão são eles Gálatas 3.10
    usam também Matheus 23.23 jesus era judeus Gálatas4.4 – 2 corintios 9,7 contribua cada um conforme o seu coração. não se deixe levar por falsos ensinadores Romanos 16;18 Amém que Deus abençoe a todos vigiai eles enganarão até os escolhidos.

  39. O dízimo é bíblico e ponto final!! EU FALEI O DÍZIMO, que foi uma ordenaça que Deus deu aos hebreus para sustento dos levitas.

    Isso aí que as igrejas terrenas cobram é uma mentira deslavada, uma crueldade para com um povo humilde e sincero, Uma moeda de troca que deixa pessoas reféns daquilo que se pode dizer medo de perder a salvação.

    Penso que as igrejas terrenas deveriam declarar o imposto de renda, mas serem isentas de tributação, pois o dinheiro arrecadado pertence aos fiéis que já pagam imposto de renda.

    Mas algum controle tem que ter. E deveriam dar um recibo aos fiéis para estes declararem também, para que esses pastorezinhos de mentirinha possam honrar as calças que vestem.

    SOU EVANGÉLICO DA ICM. AMO AO MEU DEUS, MAS NÃO POSSO FINANCIAR A CORRUPÇÃO COM O MEU DINHEIRO SUADO E ABENÇOADO.

    SE VOCÊ ESTÁ DANDO ESSES 10% DO SEU SALÁRIO (ALGUNS CHAMAM DE DÍZIMO ERRADAMENTE), E SE VOCÊ DIZ QUE SE ESTÃO ROUBANDO É PROBLEMA DELES, ESTÁS REDONDAMENTE ENGANADO, POIS SE ESTÁS DANDO DINHEIRO PARA FINANCIAR UMA COISA ESCUSA TU TAMBÉM ÉS CULPADO.!!!!!!!!!!!!!!!!!

    A PAZ DO SENHOR JESUS A TODOS!!!

  40. preste atenção em atos 2.38 gente a conversa é dizimo mas como a primeira igreja batizava em nome de jesus naõ existe nem um texto alguem que batizou em nome do pai porque o pai é filho e espirito santo é jesus ele mandou batizar em nome qual é o nome o catolisismo batiza em nome do pai filho e espirito santo qual a diferença isaias 9;6 o pai é jesus quando ele foi pai a tantos misterios coisas ocultas e uma delas e a igreja ela é a noiva e esta cheia de noiva sem o nome do esposo se voce não observou ve ja quem é jesus primeiro passo e observem o que estao evangelizando 1epistola de joão 5. 20 e sabemos que o filho de nos deu entendimento isto jesus é pai mfilho é espirito santo esto u comvosco até consumação dos seculos vou mas não deixarei orfão felipe veja eu e o pai somos 1 o verbo era deus e o verbo se fez carne quem fez carne observem atos 19; 5 leia o texto inteiro atos 18 apolo eloquente e poderoso mas ele era humilde e sereis odiado por causa do nome onde os cristão estao sendo odiados todos são irmãos a paz do senhor que senhor paz de deus que deus paz de quem colosssenses 3 -17 tudo fazer nome de jesus um dia um pastor disse é mesma coisa o batimo em nome de jesus ou em nome do pai efesios diz um so batismo um so senhor uma so fe quatas igrejas não irmaos que deus de a revelaçao a todos qual e o caminho nos não consequimos espulsar demonios em nome do pai e sim em nome de jesus porque jeusu disse uma ordem e tem regras a cumprir gontei de algumas ideias sobre o dizimo mas estou mostrando um estudo que é muito imporartante seremos julgados pela palavra se possivel medita de dia e de noite observem e não sejam enganados não estou para criticar mas para mostrar algo oculto para muitos deus o abençoe…………….

  41. Quem convence o homem é a Palavra, portanto se alguém me convencer na Palavra que dízimo é dinheiro e que é válido hoje, aí serei dizimista. Onde está escrito que dízimo é 10% do salario? onde está escrito que o dízimo é mensal? Jacó fez um voto e Abraão deu dízimo do que não era dele propriamente é só ler a história, ele sempre foi rico e nunca tinha dizimado só depois de conquistar despojos de guerra que ele deu, mas até ai o dízimo não era ordenança, nós só iremos ver o dízimo como ordenança na lei de moisés e que não era dinheiro, e ainda por cima Cristo aboliu.

  42. Jesus disse que não veio para abolir a lei e sim para cumprir, o dizimo é biblico, se o novo testamento é o complemento e cumprimento do antigo, nada foi mudado se assim fosse estaria escrito, Más se alguem quiser tirar suas duvidas se Jesus falou sobre o dizimi, sim ele falou leia Marcos 12: 14 E, chegando eles, disseram-lhe: Mestre, sabemos que és homem de verdade, e de ninguém se te dá, porque não olhas à aparência dos homens, antes com verdade ensinas o caminho de Deus; é lícito dar o tributo a César, ou não? Daremos, ou não daremos?
    15 Então ele, conhecendo a sua hipocrisia, disse-lhes: Por que me tentais? Trazei-me uma moeda, para que a veja.
    16 E eles lha trouxeram. E disse-lhes: De quem é esta imagem e inscrição? E eles lhe disseram: De César.
    17 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. E maravilharam-se dele.
    Dai a Deus o que é de Deus, pois senão com maldição vc é amaldiçoado e o é diretamente por Deus.

  43. Dai a César o que é de Cesar,.
    E o que é de Deus que devemos dar, oferta não é de Deus, ofertamos a Deus, má o dizimo é de Deus, foi o que Jesus disse na passagem acima onde postei, se aindar quiser continuar a contradizer é a sua desculpa para não dizimar, ou seja devolver o que é de Deus e Deus te chama de Ladrão.

  44. bom os cristãos depositaram tudo ao pé dos apostolos no inicio da igreja primitiva, todos se conheciam, eles sabiam quem pedro havia se tornado, dando grande testemunho com poder da ressurreição de jesus cristo, agora muitos de nós não conhecemos a indole de homens que se dizem pastores, e adquirem através dos dizimos dados pelos fiéis, enriquecimento ilicito, eu prefiro é dar aos pobres todo mes 10 por cento do que dar em igrejas que se dizem de Deus, e vemos dia após dia escandalos e mais escandalos, devemos nos acautelar dos falsos profetas, em nenhuma parte da biblia jesus manda dar dizimos a falsos profetas que viriam até nós disfarçados de ovelhas, mas, por dentro seriam lobos devoradores, destes afasta-te disse Jesus, prefiro é ficar com as palavras do meu mestre(jesus), vende e dá aos pobres, com certeza já estarei agrandando o senhor e muito se fizer isso, do que enriquecendo a lobos, ABRÃO ERA PAI DE DOIS TIPOS DE POVOS O DA FÉ E O DA LEI( GENTIOS QUE CRERIAM EM DEUS PELA FÉ SEM AS OBRAS DA LEI E JUDEUS QUE CRERIAM EM DEUS PELAS OBRAS DA LEI(DIZIMOS, FESTAS SOLENES, HOLOCAUSTOS), VEJA QUE EM GALATAS PAULO REPREENDE PEDRO POR QUERER IMPOR UM JUGO MOSAICO(CUMPRIR A LEI, PAGANDO DIZIMOS, OFERECENDO HOLOCAUSTOS) SOBRE OS GENTIOS, O QUE PAULO O REPREENDEU SEVERAMENTE POR ISSO, POIS AOS GENTIOS DEUS SOMENTE QUER QUE ELES FAÇAM SOMENTE ISSO PARA SEREM SALVOS, POIS PARECEU BEM AO ESPIRITO SANTO E AOS DEMAIS APOSTOLOS NÃO IMPOREM UM JUGO MOSAICO SOBRE OS QUE NÃO ERAM JUDEUS, OU SEJA, NÓS, MAS QUE CRIAM EM JESUS PELA FÉ, VEJAM O QUE ELE DISSE: Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias:
    Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá
    Atos 15:28-29, AQUI NÃO FALA DE DIZIMOS A IGREJA QUE SE INTITULA IGREJA DE CRISTO, MAS É CHEIA DE DOGMAS DE HOMEM, QUE NÃO ANDA EM CONFORMIDADE COM A SÃ DOUTRINA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO QUE É SEGUNDO A LIBERDADE PELO ESPIRITO DE VIDA, É COLOCA JUGO SOBRE PESSOAS INDOUTAS, E SE APROVEITAM DA INGENUIDADE DELAS, PARA POR ISSO EXPLORA-LAS, LEMBRE, DISSE JESUS: QUANDO VOS DISSEREM: cristo esta aqui ou cristo esta ali, não vades nem os sigais porque o reino de Deus já está entre vós.
    UM CONSELHO PARA O POVO QUE NÃO CONHECE AINDA COM CLAREZA O EVANGELHO DE CRISTO: FUJAM O MAIS DEPRESSA POSSIVEL DESSAS IGREJAS QUE IMPÕEM DOUTRINAS QUE VÃO ALÉM DAS SÃS PALAVRAS DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, ELE VEIO NOS LIVRAR DA FORÇA DO PECADO PARA A LIBERDADE DA GLÓRIA DOS FILHOS DE DEUS E NÃO IMPOR JUGOS DE HOMENS SOBRE AS PESSOAS, O CASO DE ABRÃO CITADO ACIMA FOI UMA ALEGORIA, E ABRÃO NÃO FOI FORÇADO A FAZER ISSO, NEM MELQUISEDEQUE IMPOS A ABRÃO QUE LHE DESSE 1000 REAIS PARA ALCANÇAR A BENÇÃO, MAS ABRÃO FEZ DE CORAÇÃO, PELA FÉ, NÃO POR OBRIGAÇÃO, MAS POR QUE TINHA NO SEU CORAÇÃO O AMOR DE DEUS MANIFESTADO, E A GRATIDÃO QUE É A MESMA DOS CRISTÃOS PRIMITIVOS, CUJO OBJETIVO DA VOLUNTARIEDADE ERA DOAR OS BENS PARA QUE IRMÃOS QUE TIVESSEM FALTA DE BENS MATERIAIS(ALIMENTOS, VESTIMENTAS) FOSSEM IGUALADOS COM TODOS OS DEMAIS DA COMUNIDADE, DE MANEIRA QUE O QUE TINHA MUITO NÃO DEVERIA TER DEMAIS E O QUE TINHA MENOS NÃO DEVERIA TER DE MENOS, MAS TODOS ERAM IGUALADOS, NÃO HAVIA ENTRE ELES NECESSITADO ALGUM, VEJA NAS IGREJAS DE HOJE, COMECE DAQUELAS QUE ESTÃO PRÓXIMAS DA SUA CASA SE OS PASTORES QUE LÁ ESTÃO PRATICAM ESSA DOUTRINA DE CRISTO, DE REPARTIR COM QUEM TEM NECESSIDADE, AO CONTRARIO USAM DEUS PARA QUE O PESO DA RESPONSABILIDADE ESTEJA SOBRE ELE, ELES DIZEM CONSTANTEMENTE: DEUS VAI TE DAR CASA, DEUS VAI TE DAR UMA DISPENSA CHEIA, NÃO VAI FALTAR NADA PRA VC, DEUS VAI TE DAR, DEUS VAI TE DAR, ELES SEQUER MOVEM UMA PALHA PARA TE AJUDAR, SENDO QUE É DEVER DELES TE AJUDAR E PROPOR A PARTILHA DE BENS ENTRE OS IRMÃOS DE MANEIRA QUE ENTRE OS TAIS NÃO HAJA NECESSITADO ALGUM, OBSERVE SE FAZEM ISSO, SE UTILIZAM DE LEIS DO VELHO TESTAMENTO PARA TE OBRIGAR A DAR O DIZIMO, QUE É DA LEI, SE QUEREM VIVER PELA LEI DE MOISÉS QUE O FAÇAM, VOLTEM AO SACRIFICIO DE NOVILHOS!!! SE ASSIM O FIZEREM, QUE O FAÇAM PARA ELES MESMOS, MAS NÃO OBRIGUEM O POVO SEM ENTEDIMENTO A FAZE-LO, SE ELES QUEREM INVALIDAR A NOVA ALIANÇA, O SACRIFICIO DE JESUS NA CRUZ, O QUAL CONSUMOU ALI A OBRAS DA LEI, NÃO TENDO MAIS NECESSIDADE DE QUE NINGUEM VIVA SEGUNDO A LEI, MAS SEGUNDO A FÉ, QUE O FAÇAM, MAS NÃO OBRIGUE O POVO A SEGUIR ISSO, ANALISE QUERIDO ESSAS IGREJAS E FUJA DELAS SE VC NÃO ENCONTRAR ESSA DOUTRINA TÃO MAGNIFICA, QUE É A DOUTRINA DE CRISTO A QUAL TRAZ A IGUALDADE DOS IRMÃOS PRA QUE ELES NÃO TENHAM FALTA ENTRE ELES. ANALISE E TIRE SUAS CONCLUSÕES COM BASE NAS SÃS PALAVRAS DE NOSSO SENHOR JESUS. PAZ ESTEJA CONVOSCO.

  45. AMADOS OFERTAR E DIZÍMAR NÃO É OBRIGAÇÃO DE NENHUM CRISTÃO NÓS DIAS DE HOJE, SE FAZEMOS É POR GRATIDÃO PELAS BENÇÃOS RECEBIDAS;DEVEMOS FAZELO PORQUE DEUS NOS CONSTITUIU COMO MANTENEDORES DE SUA OBRA(EVANGELISMO,AJUDA AOS NESCESSITADOS E MANUTENÇÃO DO TEMPLO) SE NO DIA DE HOJE EXISTEM PASTORES QUE RETEEM PARA SEU PROPRIO BENEFICIO OS DIZÍMOS E AS OFERTAS E PORQUE A IGREJA(QUE SOMOS NÓS) TEMOS NOS OMITIDOS EM PÁRTICIPAR DO TRABALHO INTEGRAL DA IGREJA.

  46. Vc comete o erro que muitos cometem quando citam abraão ter dado a dizimo antes da lei dizendo que temos que dizimar por isso.
    Primeiro:Abraão deu o dizimo voluntariamente sem Deus pedir para ele.
    Segundo:A circuncisão foi ordem de Deus e não um ato voluntário de Abraão…aì fica a pergunta:porque só se ensina que o dizimo foi dado antes da lei e a circuncisão não,se a circuncisão foi ordem de Deus?(Gn 17.10-11).
    A resposta é simples,tanto dizimo quanto circuncisão foi regulamentado como lei para os israelitas,mas quando Cristo veio colocou um fim nisto.(Rm 10.4)
    Quanto a menção de Cristo sobre dizimo em Mt 23.23,Ele falou a judeus que estavam debaixo da lei,pois Ele não havia morrido e ressuscitado e a nova aliança não estava vigorando ainda.
    O dizimo se dá hoje por voluntariado e não por mandamento ou promessa,pois na nova aliança não fala nada sobre este assunto.A unica vez que o dizimo foi citado na nova aliança,foi em Hb capitulo 7 e ali não fala de contribuição e sim da superioridade do sacerdocio de Cristo sobre o levitico,e se, fosse tão relevante para a igreja,Paulo teria falado pelo menos uma vez nas suas cartas,como bem disse o irmão Cladinei Lopes.
    Portanto,o dizimo tem que ser dado como um presente ao Pai,em esperar retorno!

  47. De certo que Abrãao deu o dizimo antes de Moisés, mas quando se diz debaixo da ei de Moisés se refere a todo o período antes da vinda de Jesus onde foi feito uma nova aliança com a sua morte na cruz por nós. Existe um erro muito grande onde a igreja católica ao formar a biblía( Conjunto de livros) onde coloca o nascimento de Jesus no novo testamento e ao contrário, Jesus nasceu no velho testamento e com o advento da sua morte veio a nova aliança, então o novo testamento é depois da morte do nosso salvador e não com o seu nascimento. Jesus viveu debaixo da lei de Moisés. E o dizimo a tribo de Levi podia recolher, então não precisamos dar dizimo porque Deus não precisa de dinheiro, porque dinheiro é coisa do homem e não de Deus. Dê a Cezar o que é de Cezar e a Deus o que é de Deus disse Jesus, e outra o dizimo nunca foi dinheiro pois Moisés deu a Melquesedec o dizimo dos tesouros da guerra que eram animais e alimentos, basta observar como Moisés saudou Melquisedec. Deus alimentou os filhos de Israel que eram 600 mil homens sem contar mulheres e crianças por 40 anos no deserto e não foi preciso nada de dinheiro. É mentira dizer que naquela época não tinha dinheiro pois um exemplo é que Judas traiu Jesus a troco de 30 moedas de prata, e a cunhagem de moedas é datada muito antes da vinda de Jesus. Dizimo nunca foi dinheiro, se você quer agradar a Deus acolha o vosso irmão que não tem o que comer não desvie do seu semelhante que precisa de ajuga, desfaça os jugos da injustiça e não desampare a viúva. Ao invés de levar o dizimo as igrejas que foram criadas por mãos humanas, assim como o cristianismo fundado pelo Imperador Romano Constantino que agregou todas as crenças pagãs da época dentro do cristianismo, inclusive mitraísmo(culto a mitra), o sol ivictus, adoração a baal, as culturas germanicas entre muitos outros cultos da cultura dos medievos. A igreja somos nós porque onde houver dois ou mais em nome de Deus lá ELE está, não é necessário sacrifícios a Deus pois o ultimo sacrifício foi o de Jesus por nós, ode deu a sua vida por nós, estamos no período da graça= favor imerecido, somos pecadores mas Deus é bondoso e nos perdoa quando não cometemos pecados de morte. A cultura laica cotidiana contemporânea faz com que as pessoas se esqueçam de Deus e só fiquem vidrados no que as televisões nos mostram, nos afastando de Deus e nos ensinando só as coisas que provocam a ira de Deus, como culto a imagens, homossexualismo e o culto a falsos deuses.

  48. A questão toda é a seguinte, se eu não sou obrigado por Deus a dizimar depois da morte de Cristo, fim da lei e época da graça, isso prova que tenho sido enganado por pastores mercenários, nada mais nada menos. Sempre dizimei e ofertei, nunca tive problemas quanto a isso, mais me causa muita indignação hoje saber que é pregado pecado quando não dizimamos e que estamos condenados ao inferno em não dizimar, ou seja, pastores na sua maioria tem pregado mentiras toda a vida, se eles sabem que dizimar é viver ainda debaixo da lei e não da graça, porque não abrem a boca e pregam a verdade sobre o assunto e não a mentira. Eles tem muita sabedoria em abrir a boca pra pedir dinheiro, mas não tem pra ensinar a bíblia como ela é??? Tenho ouvido coisas a respeito de dízimo que realmente não sei se continuarei dizimando.

  49. LHDessart, para de escrever e apenas leia!!!!!!!!!!!!!! Tá ouvindo a palavra de Deus é quer ficar debatendo… Quer dar dízimo dê, aproveita e vende sua casa e suas roupas e dê. Mas não fique querendo defender pecados de convenções e pastores, isso irrita qualquer um.

  50. dar dizimo ou nao dar qual a diferença
    a igreja precisa ou nao dos dizimos e ofertas
    afinal o que JESUS disse sobre a verdadeira igreja
    e aquela que cuida das viuvas e dos orfaos
    ou de um bando de fariseu que fica discutindo
    sobre dar ou nao dar o dizimo
    onde esta o amor nisso tudo
    se nao nos nao dessemos os dizimos e ofertas
    onde estariamos enfiando esse dinheiro
    nos bares nos vicios
    como esta seu lar ?
    falta algo pra voce e sua familia?
    ta desempregado ?
    afinal qual mandamento maior
    amar a DEUS e amar o proximo como a ti mesmo
    o dizimo e a oferta ou decima parte de alimento que seja
    e pra ser usado para viuvas e orfaos
    se nao tem viuvas e orfaos que seja usado para os desempregados
    enfim o dizimos e as ofertas seja dinheiro o alimento
    se nao for dado com amor
    de nada adiantara.

  51. A LEI FOI DADA SOMENTE PARA AS DOZE TRIBOS DE ISRAEL E NINGUÉM MAIS, SALMOS 147:19,20, EFÉSIOS 2:11-15. DEUS JAMAIS DEU LEI DA LEI PARA OS GENTIOS. DEUS JAMAIS PERMITIU QUE SE COLOCASSE A LEI NA GRAÇA OU LEIS DA LEI NA GRAÇA, POIS QUEM FAZ ISSO ESTÁ TENTANDO A DEUS, FOI O QUE PEDRO FALOU NO PRIMEIRO CONCÍLIO CRISTÃO, E O ESPÍRITO SANTO NNÃO PERMITIU QUE SE COLOCASSE LEI NA GRAÇA, ATOS 15:10,28,29. A LEI ERA DE MALDIÇÃO E CRISTO NOS RESGATOU DA MALDIÇÃO DA LEI EM NOSSO LUGAR, GÁLATAS 3:13. JESUS CUMPRIU A LEI TOTALMENTE E SE NÃO TIVESSE CUMPRIDO ELA NÃO PASSARIA! POIS BEM, PAULO FOI IGNORANTE COMO MUITOS HOJE É, PORQUE ESTÃO CEGOS DE ENTENDIMENTO CUMPRINDO UMA LEI DE MALDIÇÃO PENSANDO QUE QUE ESTÁ CUMPRINDO A GRAÇA, CUMPRINDO A NOVA ALIANÇA! AS PESSOAS LEIGAS OUVEM MALAQUIAS, SANSÃO E DALILA, RUTE, ESTER JOSUÉ, SAMUEL UM E DOIS E ACHA QUE ISSO TUDO É A GRAÇA OU QUE ISSO É BOAS NOVAS DE SALVAÇÃO! MAS NA VERDADE ESTÃO ENGANADAS, POIS BOAS NOVAS DE SALVAÇÃO SÓ ENCONTRAMOS NO NOVO TESTAMENTO E DE GRAÇA, SEJA RICOS OU SEJAM POBRES A GRAÇA É PARA TODOS SEREM SALVOS SE ACEITA-LA, POIS É PELA GRAÇA QUE SOMOS SALVOS SEM AS OBRAS DA LEI. TODAS AS 612 ORDENANÇAS DO VELHO TESTAMENTO FOI CANCELADAS E CRAVADAS LA NA CRUZ, COLOSSENSES 2:14, EF 2:15, HEBREUS 7:18, 2ª CORINTIOS 3:14, RM 6:14, 7:6, GL 2:21. POR FAVOR: AO LEREM A BÍBLIA LEIA SE3M OS ÓCULOS DOS LEGALISTAS, DEIXE O ESPÍRITO SANTO FALAR EM SEU CORAÇÃO E NÃO O HOMEM LEGALISTA QUE SO QUEREM DINHEIRO E NÃO QUER TRABALHAR.

  52. Eu não dizimo, apenas oferto e faço segundo o meu coração, Deus tem me abençoado da mesma forma e tem aberto as janelas do céu e abastecido meu celeiro, tem mês que as ofertas que faço, ultrapassam os 10% da minha renda mensal, porém, tem mês que é menos, vai conforme oq ue sinto no coração. Amém?

  53. Quando escrevi este post não pensava que ele renderia tanto, mas deveria pensar, pois este assunto é de fato espinhoso…mas lendo alguns comentários por aqui, acredito que algumas pessoas não prestaram atenção a alguns detalhes do meu texto original, pois não defendo a obrigatoriedade do dízimo (último parágrafo). Alguns comentários chegaram à beira da ofensividade também, o que não deixa de ser natural. Deixo então outra pergunta, que talvez agrade mais aos cristãos da nossa era, e os incite a um debate: se hoje não vivemos na era da lei, mas da graça, por que não contribuírmos então mais abundantemente com a obra de Cristo do que apenas com os dez por cento, o dízimo? Se na graça recebemos mais do que sob a lei, seria isto justo ou não?

    Digo novamente, estou deixando uma pergunta. Aos apressados, leiam o texto novamente, a pergunta, meditem e respondam. Muita gente pensa que preciso deixar de escrever e ouvir. Na verdade, tenho procurado ouvir bastante, inclusive relatos e testemunhos de pessoas abençoadas (e não financeiramente, digo) com a prática da ofertação do dízimo. Digo novamente também que sou contrário aos desordenamentos financeiros que muitas igrejas e líderes têm praticado (quem lê meu blog já deve saber disso). Congrego numa igreja que abre o livro caixa para os membros que desjarem conferí-lo, um procedimento equilibrado e necessário nos dias atuais, diante de tanta bagunça financeira que se faz “em nome de Deus”. E digo também: sou totalmente contrário á teologia da prosperidade, que não ensina o princípio do dízimo e das ofertas como retribuição de gratidão à Deus, mas como meio para obtenção dos favores d’Ele.

    Alguém nos comentários falou sobre darmos tudo o que temos, vendendo carros, casas, etc. Acredito que a discussão não seja exatamente esta. E a sociedade moderna é capitalista, ou seja, recebemos o nosso trabalho em dinheiro. As coisas que temos são resultado da troca do dinheiro por elas. Em última instância, todos os nossos bens materiais são reduzidos a um valor monetário, ainda que existam coisas que reputemos pelo seu valor sentimental, histórico, etc.

    E por fim, já que eu nem ia mais comentar aqui: alguém nos comentários disse que era bom termos espaço para DEBATER

  54. Ops, apertei o enter sem querer…rs…continuando:

    E por fim, já que eu nem ia mais comentar aqui: alguém nos comentários disse que era bom termos espaço para DEBATER, mas vejo pessoas por aqui (como em outros lugares) que não querem debater, mas COMBATER ideias e teorias. E por isso a igreja acaba ficando estagnada. Em vez de buscarmos juntos um melhor entendimento bíblico, muitos têm querido impor suas ideias sem sequer pensar sobre ideias e interpretações alheias, erro que foi cometido mesmo por homens que hoje reputamos grandes e historicamente importantes.

    No mais, um abraço a todos que leram e comentaram por aqui. Todos me fazem pensar, e espero que todos continuem pensando em prol da igreja de Cristo!

  55. meu skype é
    daniel.oliveira922
    A pergunta que eu faço é a seguinte
    Você nasceu de Cristo?
    Paulo disse: Sofro as dores de parto por ver Crisito nacer em vós
    A queles que naceram de Cristo tem a sua luz dentro de si reluzindo em verdade
    A resposta Jo 1:17 Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.

  56. olha sinceramente , na minha humilde opinião os devotos de são Malaquias deveriam dividir
    o dinheiro que roubam do bolso dos burros de seus seguidores e dividir

  57. A paz de Cristo a todos. De verdade é louvável a postura assumida de qualquer pessoa que defende aquilo que aprendeu um dia. No entanto é lamentável quando o que acreditam se limita a alguns textos isolados da Bíblia, ou apenas ao que ouviu falar. É legítimo que o dízimo está escrito nas Escrituras Sagradas, como uma ordenança de Deus. Do mesmo modo como: ”guardar o sábado”(Êxodo 20:8); a ”circuncisão”(Josué 5:2,3); ”sacrificar animais”(Levítico do cap. 1 até 6:8-13); ”apedrejar adúlteros”( Levítico 20:10; Deuteronômio 22:22); a ”poligamia”, que significa: ter duas ou mais mulheres(Deuteronômio 21:15,16); o ”direito de permitir matar o próprio filho, caso fosse rebelde, do tipo que amaldiçoa pai e mãe”(Êxodo 21:17; Levítico 20:9); ”a proibição de comer carne de porco”(Levítico 11:7,8); ”a proibição do corte de cabelo arredondado, ou danificar a barba”(Levítico 19:27) e etc… Qualquer cristão hoje, concorda que esses códigos, assim como muitos outros da ”lei de Moisés, que aproximadamente são 600 ao todo, foram abolidos(extintos) por Cristo. No entanto, por que apenas o dízimo permanece ativo até os dias atuais? Não seria isso uso de má fé? Digo isto, porque erra qualquer pessoa que tentar associar o dízimo com valores monetários(dinheiro). E dai que entendemos porque o apóstolo Paulo ensinando ao jovem Timóteo, disse que o dinheiro é raiz de toda espécie de males.(1 Timóteo 6:9,10). Se dízimo fosse dinheiro, não precisaria Moisés sendo orientado por Deus, ter instruído uma exceção de hebreus que moravam distantes dos territórios de Israel, vender os seus dízimos e administrar, comprando aquilo que alma de cada um deles desejassem! Veja a seguir: ”E, quando o caminho te for tão comprido, que os não possas levar, por estar longe de ti o lugar que escolher o Senhor, teu Deus, para ali pôr o seu nome, quando o Senhor, teu Deus, te tiver abençoado,” ”então, vende-os, e ata o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que escolher o Senhor, teu Deus.” ”E aquele dinheiro darás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho, e por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; come-o ali perante o Senhor, teu Deus, e alegra-te, tu e a tua casa.” (Deuteronômio 14:24-26). O que você precisa entender é que a Bíblia não sugere como forma de contribuição, valores específicos. Prestem atenção: Não existe nenhuma referência teológica sobre quanto devemos abrir mão, mas apenas que devemos contribuir. Por isso que o apóstolo Paulo, escrevendo aos coríntios disse: ”Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.”(2 Coríntios 9:7). Ou seja: cada pessoa deve contribuir conforme sua condição financeira, não constrangido ou forçado, e nem para alcançar algum objetivo, porque se não for por amor ao próximo que está necessitado, assim como sugere as Escrituras, o Senhor Deus não recebe a tal oferta. Voltando a questão do dízimo: é necessário que levemos em consideração que no original a palavra usada é:Ma’aser, e que a mesma não se trata de dez por cento, como as muitos equivocadamente pensam por ai. Segundo relatos históricos o cálculo percentual usado na matemática de hoje, teve sua origem no século primeiro, na cidade de Roma. Quando o imperador da época decidiu cobrar um centésimo de cada mercadoria vendida no comércio. Isso, aproximadamente 1.500 anos depois do dízimo ter sido inserido na lei de Moisés. Outro fato muito interessante, é que os primeiros praticantes do dízimo, foram os povos pagãos da antiga Mesopotâmia, região onde outrora residia o patriarca Abraão na casa de seus pais. E de lá, ele copiou o ato para em forma de gratidão, também fazer o mesmo ao seu Deus,pela conquista alcançada na batalha que travou para libertar o seu sobrinho ( Ló ), que estava cativo. Observa que Deus não pediu, mas foi Abraão quem quis oferecer ao Senhor.( Gênesis 14:18-20) Ao contrário disso, Moisés por orientação divina, adicionou o dízimo na lei que escreveu para Israel, para sustentar a tribo de Levi que havia sido separada pelo o Senhor para o serviço da tenda da congregação. Nisso as demais tribos ficaram encarregadas de sustê-las na alimentação provida pelo o dízimo. Veja a seguir: ”Porém não desampararás o levita que está dentro das tuas portas; pois não tem parte nem herança contigo.” ”Ao fim de três aos, tirarás todos os dízimos da tua novidade no mesmo ano e os recolherás nas tuas portas.” ”Então, virá o levita ( pois nem parte nem herança tem contigo ), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão, para que o Senhor, teu Deus, te abençoe em toda a obra das tuas mãos, que fizeres.” ( Deuteronômio 14:27-29 ). Ressaltando que aqui nesse texto, era o período da dispensação da lei. Pois bem, esse mandamento foi especificamente para os hebreus, antes do sacrifício de Cristo. A prova disso é explicado quando após o Senhor Jesus ter consumado sua missão de cumprir a lei, fazendo um novo conserto com os seres humanos. Diz a Bíblia que o véu do templo se rasgou de alto a baixo. Isso significa dizer que qualquer pessoa tem acesso livre ao pai. Antes era necessário passar primeiro pelo o sacerdote que intermediava o diálogo com Deus. Ou seja: A nação de Israel para ter os seus pecados perdoados, anualmente vinham com seus animais para o sacrifício e apresentavam ao sacerdote, para que ele oferecesse a Deus. No entanto com a morte de Cristo, essa prática foi abolida(extinta). O que dá a entender que o ministério sacerdotal também foi encerrado, o que também entendemos que não é necessário mais dá dízimos. Não passando despercebido, também devo-lhes esclarecer que segundo o dicionário Aurélio, o termo dízimo significa dez por cento de objetos e produtos, ou de qualquer outra coisa, menos de dinheiro. O que na verdade, a palavra certa para dez por cento de uma renda, seria dízima. Existem muitas outras provas concretas que nos revela essa verdade oculta. Se deseja saber mais, acesse no google por: ”Dízimo e Maldições”. Que Deus ilumine a sua mente. Disse Jesus: ”E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” ( João 8:32 ). Fiquem na paz. Amém… Macli Pessoa

  58. Pingback: Por que dar o dízimo - As despesas da igrejaJC na Veia

  59. Pingback: Por que eu preciso dar o dízimo? Por que eu não amo o dinheiroJC na Veia

  60. AMADOS,MATEUS 23:23 É AINDA O TEMPO QUE O POVO ESTAVA DEBAIXO DA LEI !
    OBS: O QUE JESUS CITOU NESTES VERSOS ERA PARA OS QUE ESTAVAM DEBAIXO DA LEI E NÃO COMO O IRMÃO COLOCA (PARA NÓS). QUANDO JESUS DIZ DEVEIS FAZER ESTAS
    COISAS(DIZIMAR)ELE NÃO ESTÁ DIZENDO À NÓS E SIM , 1°AOS LIDERES E 2° A TODOS QUE ESTAVAM
    VIVENDO NO PERIUDO DA LEI(COMPLETA)….HOJE NÃO PRECISAMOS GUARDAR TODA A LEI.
    DIZER QUE O MANDAMENTO DO DÍZIMO AINDA ESTÁ EM VIGOR ISTO É JUDAIZAR !!!!
    ‘VÓS QUE QUEREIS VIVER NA LEI DA GRAÇA DECAISTE!”

  61. O DÍZIMO QUE A IGREJA CATÓLICA E A EVANGÉLICA PREGA, NÃO EXISTE NA BÍBLIA, DÍZIMO MENSAL E EM DINHEIRO NÃO EXISTE NA BÍBLIA !!!!!!!! É SÓ LER O LIVRO DE DEUTERONÔMIO cap. 14 versus 22 a 29 QUE EXPLICA DIREITINHO, NÃO SOU CONTRA CONTRIBUIÇÃO FINANCEIRA NA IGREJA, PENSO QUE BOA PARTE DOS FIÉIS PODEM DE ALGUMA FORMA CONTRIBUIR, AGORA COBRAR DÍZIMO USANDO TEXTOS DA LEI AÍ FICA IMPRATICÁVEL SER DÍZIMISTA, POIS TEM QUE SER FEITO COMO DEUS ORDENOU REPARE O TEXTO: ( E quando o caminho te for tão comprido que os não possas levar, por estar longe de ti o lugar que escolher o SENHOR teu Deus para ali pôr o seu nome, quando o SENHOR teu Deus te tiver abençoado;
    Então vende-os, e ata o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que escolher o SENHOR teu Deus;
    E aquele dinheiro darás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho, e por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; come-o ali perante o SENHOR teu Deus, e alegra-te, tu e a tua casa;
    Porém não desampararás o levita que está dentro das tuas portas; pois não tem parte nem herança contigo.
    Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas;
    Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem. Deuteronômio 14:24-29)
    ESSA PASSAGEM MOSTRA O QUE É O DÍZIMO!!!, PARA QUEM É O DÍZIMO!!! MANDA VENDER SE FOR LONGE E DEPOIS COMER O DÍZIMO, SEM ESQUECER DAS VIÚVAS ESTRANGEIROS ÓRFÃOS E PRINCIPALMENTE OS DE LEVI QUE NÃO TINHAM HERANÇA!!! SE FOR PREGAR COM TEXTOS DA LEI TEM QUE PREGAR ESSE TAMBÉM POR ISSO QUE É IMPRATICÁVEL!!!, ENGRAÇADO QUE TODO MUNDO SÓ QUER O DÍZIMO DA LEI, MAS GUARDAR O SÁBADO, APEDREJAR, CIRCUNCISÃO, SACRIFÍCIOS,ETC…. E OUTRA COISA O DEVORADOR DE MALAQUIAS NÃO É DEMÔNIO É O ANIMALZINHO “GAFANHOTO” !!!

  62. poque q todos q sao dizimistas nao procura ajudar aos pobres e aos pequeninos;pois estarar fazendo o mesmo a jesus e a biblia diz q dai d graça o q de graça recebeste/

  63. Concordo com vc
    mas nao estamos mais na lei e sim na graca
    devemos sim ajudar a obra do senhor se fosse assim teriamos que guarda o sabado e voltar a viver na lei
    devemos oferta sim com alegria conforme o nosso coracao
    nao como dizem estes pastores lobos

  64. Sou batizado graca a deus
    pergunto : o que e abencoado por deus dinheiro ou alimento de que adianta vc ter milhoes e nao ter comida vc vai comer dinheiro ou a comida o que da na terra dinheiro ou comida
    o que mata a fome de uma crianca dinheiro ou comida.o que cobre o seu corpo do frio dinheiro ou roupa de onde a la ou algodao do pe do dinheiro ou do pe do algodao pense nisso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>